Siga-nos

Agricultura

Cereais voltam a ganhar ‘espaço’ no Alentejo. Mais de 3 mil hectares deverão render 2,5M€

Na fase de arranque da nova marca, a ANPOC celebrou já um contrato com a Germen, uma das maiores empresas de moagem de cereais em Portugal, e com a Sonae para a comercialização de produtos produzidos com cereais do Alentejo.

Avatar

Publicado

em

A Associação Nacional de Produtores de Proteaginosas, Oleaginosas e Cereais (ANPOC) acaba de lançar a marca Cereais do Alentejo, por ocasião do 20.º aniversário do Clube Português dos Cereais de Qualidade, e prevê gerar um volume de negócios no valor de 2,5 milhões de euros no período de dois anos, ao envolver cerca de dez mil toneladas de cereal, abrangendo uma área cultivada de mais de 3.300 hectares.

Além de assumir um papel agregador na fileira dos cereais, a marca Cereais do Alentejo pretende contribuir para o desenvolvimento económico e social do País através da redução da dependência alimentar externa e da consolidação e do aumento das áreas de produção.

De acordo com José Pereira Palha, Presidente da ANPOC, «a criação da marca Cereais do Alentejo surge na sequência do lançamento da Estratégia Nacional para a Promoção da Produção de Cereais em Portugal, coordenada pelo Gabinete de Planeamento, Políticas e Administração Geral e na qual a ANPOC teve intervenção, mas também num contexto em que a segurança alimentar e a saúde pública têm vindo a tornar cada vez mais exigentes normas que garantam a proveniência dos produtos agroalimentares. E, neste em particular, o fator portugalidade e o reconhecimento do valor dos nossos produtos têm um peso importante».

O responsável da ANPOC explica ainda que os cereais são vistos como commodities, o que faz aumentar a sua dependência perante os mercados internacionais. «Nos últimos 30 anos, a área de produção em Portugal baixou de 900 mil hectares para cerca de 200 mil. Há que inverter esta tendência e tornar o setor mais atrativo. Ao criar uma marca única, que une produtores, investigação e indústria dos cereais estamos a dar o primeiro passo».

Na fase de arranque da nova marca, a ANPOC celebrou já um contrato com a Germen, uma das maiores empresas de moagem de cereais em Portugal, e com a Sonae para a comercialização de produtos produzidos com cereais do Alentejo.  A ANPOC assinou ainda um protocolo com a Cerealis e a Auchan também para a comercialização; e uma parceria com a Cerealis para a produção das massas com o selo Cereais do Alentejo (edição limitada).

Ao todo, constituem a marca cinco organizações de produtores associadas da ANPOC: a Cersul – Agrupamento de Produtores de Cereais do Sul, a Cooperativa Agrícola de Beja e Brinches, a Cooperativa Agrícola de Beringel, a GlobAlqueva e a Procereais.

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Agricultura

Canadianos vão produzir canábis medicinal em Reguengos de Monsaraz.

A plantação neste novo local de cultivo ao ar livre foi realizada com sucesso em julho e a colheita está prevista para o outono.

TDS noticias

Publicado

em

A Tilray, empresa canadiana, e a Herdade do Esporão alcançaram um acordo para a produção de canábis medicinal na Herdade do Esporão, em Reguengos de Monsaraz.

Em maio de 2019, a Tilray Portugal recebeu a sua licença de fabricação e certificação inicial de GMP, permitindo que a empresa fabricasse e exportasse canábis seca com certificação GMP como substância ativa para produtos médicos.

“O Esporão fornecerá no local suporte operacional e técnico a uma equipa de especialistas da Tilray, incluindo horticultores, produtores e gestores de qualidade”, segundo a nota divulgada esta quarta-feira.

Neste novo local de cultivo serão realizados o crescimento, a colheita e a secagem de materiais de canábis medicinal que depois serão transportados para Cantanhede para processamento, produção e distribuição em toda a Europa e outros mercados internacionais.

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

CALENDÀRIO

Agosto 2019
S T Q Q S S D
« Jul    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul