Últimas:
Celina da Piedade com novo trabalho. – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos
blank

Música

Celina da Piedade com novo trabalho.

Edição com o apoio das autarquias de Serpa e Moura.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

CORADINHA é o novo single de CELINA DA PIEDADE

“Celina da Piedade ao vivo na Casinha”

CORADINHA é o novo single de CELINA DA PIEDADE, que estará disponível digitalmente a partir desta sexta-feira, dia 29. Trata-se duma canção muito antiga do sul de Portugal, da tradição do Cante Alentejano, aqui transposta para um sentir mais folk e universalista, baseado na vontade de CELINA DA PIEDADE de levar este tão precioso património musical à vida de toda a gente.

Em 2020, em plena pandemia global, ela lançou nas redes sociais o #challengecoradinha e recebeu dezenas de vídeos de todo o mundo, incluindo de coros, lares de idosos, famílias, crianças e muito mais.

CORADINHA é o primeiro tema de apresentação do novo disco “Celina da Piedade ao vivo na Casinha”, a ser editado pela Sons Vadios a 26 de Março deste ano, com o apoio do Município de Mértola, Município de Serpa, Casa do Cante, Xapa13 e Live a Casinha.

Apesar de se tratar de um “disco ao vivo”, foi gravado na verdade em circunstâncias muito especiais: no mítico estúdio do grupo Xutos & Pontapés, que colocou o seu espaço ao serviço de variados artistas para que ali pudessem fazer concertos online, em streaming, com todas as condições técnicas e profissionais.

A gravação deste tema CORADINHA é a forma de CELINA DA PIEDADE agradecer a todos pelo envolvimento e amor demonstrado neste momento tão difícil.

Oiça o tema na TDS:

Continuar a ler
Publicidade

Música

Celina da Piedade recupera e canta tema de Mértola.

Será lançado digitalmente esta sexta-feira 26 de Fevereiro.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

“As cobrinhas d’água/ Tricot” é o segundo adiantamento para o disco “Celina da Piedade ao vivo na Casinha”, que será lançado digitalmente esta sexta-feira 26 de Fevereiro.

“As cobrinhas d’água/ Tricot”

Trata-se de uma canção que nasceu do costurar de dois temas que já existiam:  “Tricot”, uma composição instrumental de Ana Santos, inspirada na linguagem musical do violino árabe, e “As cobrinhas d’água”, tema tradicional alentejano e já quase esquecido, recolhido no concelho de Mértola (cujo município lançou o desafio para esta criação).

A soma destas duas partes resulta num cruzamento rico de sonoridades, que espreitam o sul de Portugal, o Mediterrâneo, e ainda mais além, em viagem, o forró brasileiro.

Continuar a ler

x
error: Content is protected !!