Últimas:
Caso Covid-19 em criança encerra Creche e Jardim de Infância da Fundação Alentejo – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos

Notícia TDS

Caso Covid-19 em criança encerra Creche e Jardim de Infância da Fundação Alentejo

Encerramento acontece até 16 de julho.

Publicado

em

Covid 19 em Évora

“Criança da creche da Fundação Alentejo acusa positivo a covid 19”

A TDS avançou hoje que existe um caso de covid 19 entre as crianças da creche e jardim de infância da Fundação Alentejo .

A criança terá sido transportada para o Hospital Dona Estefânia em Lisboa.

O pai da menor está negativo ao covid 19.

A creche e jardim de infância está encerrada até 16 de julho, segundo a TDS apurou.

A Fundação Alentejo remete todos os esclarecimentos para a Autoridade de Saúde Pública mas esta não adianta com pormenores.

A TDS sabe que estão a ser ‘tomadas todas as medidas devidas’ segundo nos referiu fonte próxima da ARS Alentejo.

A diretora do serviço do Hospital Dona Estefânia, Maria João Brito, unidade que recebe e trata crianças com covid 19 quando questionada sobre o porquê do vírus infectar mais frequentemente os adultos do que as crianças, a especialista refere que «nas crianças, a chamada imunidade inata é mais elevada que nos adultos.

A imunidade inata é a capacidade que temos de combater infecções virais.

À medida que crescemos, a imunidade vai enfraquecendo e, no adulto, ela é muito pobre. Isso faz com que um menor número de crianças seja infectado por este tipo de vírus», afirma.

Relativamente à gravidade da doença nas crianças, Maria João Brito indica que «Nós pensávamos que esta doença não era grave em crianças e não é isso que está a acontecer.

Nós temos crianças em estado grave, noutros países também já há relatos de crianças com gravidade e, embora as taxas de mortalidade sejam muito mais baixas, existem relatos de mortalidade infantil com este vírus», refere acrescentando ainda que a gravidade da doença «não tem bem a ver com a idade: miúdos saudáveis podem ser contagiados e ficar em estado grave».

Estas declarações foram proferidas antes do caso de Évora ser conhecido.

Foco de COVID 19 numa creche em Évora

Notícia TDS

A TDS em direto da FACECO (oiça agora)

Oiça agora no FM ou aqui na internet

Publicado

em

A TDS na FACECO

Emissão em direto entre as 17 e as 19h

Todos os dia do certame a TDS está em direto durante duas horas a partir de S.Teotónio, em Odemira.

A FACECO regressa após dois anos de pausa devido à pandemia.

Oiça na TDS em direto AQUI

Continuar a ler

Crime

Agressões em restaurante de Vila Nova de Milfontes. GNR agredido. (veja fotos)

Violência de novo na noite de Milfontes.

Publicado

em

Noite de violência em Vila Nova de Milfontes

Restaurante vandalizado e militar da GNR ferido

Vila Nova de Milfontes volta a ser cenário de violência.

Quatro homens e duas mulheres provocaram desacatos num restaurante tendo destruído o recheio do mesmo.

A violência aconteceu no interior e no exterior do espaço com um militar que se encontrava fora de serviço a ficar ferido.

A TDS sabe que o militar recebeu assistência hospitalar.

A Caravana em que seguiam os 6 alegados agressores foi igualmente danificada.

Vidros partidos e pneus furados.

O presidente da junta de freguesia de Vila Nova de Milfontes voltou a referir, em declarações dadas hoje, que o reforço de segurança continua a ficar muito aquém do necessário.

A GNR deverá reforçar os meios a partir de 15 de julho.

A população de Vila Nova de Milfontes passa dos seus 7 mil habitantes para 70 mil nos meses de férias.

Continuar a ler

Incêndios

Incêndio em Évora destrói dezenas de fardos de palha. (veja as imagens)

Reportagem TDS no local. Veja imagens.

Publicado

em

Foto e Vídeo: TDS (direitos reservados)

Incêndio em Évora

“Fardos de palha destruídos pelo fogo”

Um incêndio com início cerca das 15h30 destruiu mais de uma dezena de fardos de palha.

As chamas ameaçaram um rebanho de ovelhas, que estava preso junto ao local do incêndio,  valeu a chegada rápida dos bombeiros de Évora.

O incêndio localizou-se junto à Rua Horta da Capela paralela com a Avenida Lino de Carvalho, em Évora.

Os edifícios mais próximos nomeadamente a empresa Premetal nunca estiveram em risco.

No local estão 21 operacionais apoiados por 7 veículos.

Não são conhecidas as causas do incêndio.

Continuar a ler

ÚLTIMAS

Facebook

x
error: O conteúdo está protegido!!