Últimas:
Câmara Municipal de Évora esclarece incêndio que consumiu industria – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos
blank

Incêndios

Câmara Municipal de Évora esclarece incêndio que consumiu industria

Leia o comunicado na integra

Ana Catarina Ventura

Publicado

em

Comunicado oficial.

“Município afirma que água foi fornecia pelas bocas de incêndio”

A Câmara Municipal emitiu, na passada sexta-feira 13, um comunicado onde esclarece os danos causados no incêndio na Zona Industrial e Tecnológico de Évora. Afirma ainda que as bocas de água forneceram água durante mais de 8h.

Comunicado da CM Évora:

“A deflagração de um incêndio industrial ocorrida às 13h29 no dia 11/08/2021 provocou danos irreversíveis nas instalações de uma empresa eborense sediada no Parque Industrial e Tecnológico de Évora.

Dada a matéria combustível ali existente, caracterizada pela presença de produtos altamente inflamáveis, foi graças à pronta e eficiente intervenção dos Bombeiros Voluntários de Évora que não se verificou alastramento às empresas vizinhas, circunscrevendo-se o incêndio ao local de deflagração.

Durante mais de 8 horas, a rede de água instalada no Parque Industrial e Tecnológico de Évora forneceu água sem interrupções. Os hidratantes/bocas de incêndio mostraram-se completamente operacionais no combate e resolução do incêndio.

Este fornecimento de água foi complementado por autotanques que asseguraram a munição de água às diversas viaturas que combateram o incêndio em simultâneo e, sobretudo, com um nível de caudal e pressão elevados, para o qual não estão dimensionados os sistemas de fornecimento de água pública em Portugal.

Neste sentido, é importante explicar que a existência de autotanques nas corporações de bombeiros justifica-se também pela capacidade de induzir maior caudal e pressão, necessária ao abastecimento das viaturas urbanas de combate a incêndios urbanos e industriais, visto estas trabalharem com elevadas pressões e caudais.

Lastima-se e desmentem-se as (des)informações e os boatos postos a correr de que o sistema de água para incêndios e, em particular, as bocas de incêndio não teriam funcionado ou apresentariam anomalias. Funcionaram integralmente para o que foram concebidas (abastecimento de água).

O Município de Évora e os Bombeiros Voluntários de Évora agradecem o apoio dado pelo CDOS na mobilização dos meios assim como o inestimável apoio das corporações de bombeiros presentes no teatro de operações, cujo espírito de missão e entreajuda dignifica e prestigia o nosso sistema de proteção civil. Agradecem ainda à PSP, Proteção Civil Municipal e aos diversos trabalhadores (da empresa afetada e das empresas vizinhas) e particulares pela colaboração e apoios vários (incluindo alimentação), sem os quais a operação de proteção de pessoas e bens coordenada pelos Bombeiros Voluntários de Évora seria certamente mais difícil.”

Incêndios

Mau tempo não evita incêndios em Odemira e Almodôvar

Meios aéreos já no local.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Incêndio em Odemira

“Trovoadas secas na origem de muitos incêndios”

Um incêndio está a consumir uma área de mato no concelho de Odemira, distrito de Beja.

As chamas começaram às 15h32.

No local já estão dois meios aéreos para além de 44 operacionais no terreno auxiliados por 7 meios terrestres.

O fogo está a evoluir numa zona de difícil acesso.

Também em Almodôvar se regista um incêndio.

As chamas estão a evoluir na localidade de Malianas e iniciaram-se às 15h23.

Estão no local 14 operacionais e 4 viaturas.

O incêndio está a evoluir em zona agrícola.

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!