Últimas:
Câmara de Évora ‘mata’ take away a restaurantes do centro. – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos
blank

Autarquias

Câmara de Évora ‘mata’ take away a restaurantes do centro.

Obras cortam único acesso de veículos à Praça do Giraldo

Foto: TDS
Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Unico acesso à Praça do Giraldo está cortado

” Restaurantes falam em machadada final”

O corte de todo o trânsito com destino à Praça do Giraldo está a provocar forte indignação junto dos restaurantes da zona que pretendem trabalhar em take away.

“Isto é a machadada final” afirmou um dos empresários à TDS.

No primeiro dia do novo confinamento esta foi ‘a pior notícia ‘.

Em causa estão obras numa conduta junto ao banco de Portugal que impedem a passagem do trânsito.

Com o novo ordenamento de trânsito a Praça do Giraldo ficou sem alternativa de acesso ao nível de veículos.

Continuar a ler
Publicidade

Autarquias

Autarcas do litoral contra medidas do governo para Odemira.

Autarcas falam de duvidosa eficácia.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Autarcas do Alentejo Litoral condenam decisão de regressão no processo de desconfinamento para o concelho de Odemira e alertam para a sua duvidosa eficácia.

“Autarcas falam em duvidosa eficácia”

O Conselho Intermunicipal da CIMAL, que reúne os Presidentes de Câmara de Alcácer do Sal, Grândola, Odemira, Santiago do Cacém e Sines decidiu por unanimidade repudiar a regressão no processo de desconfinamento para o concelho de Odemira e associar-se integral e inequivocamente à posição da Câmara Municipal de Odemira.

A CIMAL, em comunicado, refere que “Esta decisão do Conselho de Ministros, que é substanciada em critérios desadequados à realidade do território, manifestamente preocupa o conjunto dos Presidentes de Câmara pelo prejudicial efeito acumulado que incidirá sobre os cidadãos no Alentejo Litoral e mais imediatamente sobre os odemirenses. Mas também, pelo agudizar da consequência económica adversa que inevitavelmente avançará.”

O Conselho Intermunicipal do Alentejo Litoral insta o Governo Português a “robustecer a resposta sanitária, social e económica de modo a sanar esta circunstância e a melhor garantir o bem estar dos nossos concidadão.”

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!