Siga-nos

Autarquias

Aljustrel começou a fazer máscaras e vai produzir um novo tipo de viseira

A doação tem sido feita a IPSS, centros de saúde, bombeiros, GNR e entidades públicas e regionais.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Depois de já ter distribuído 800 viseiras por várias entidades locais e regionais, a Câmara Municipal de Aljustrel deu início a uma nova fase no que diz respeito à produção de equipamentos de proteção individual essenciais ao combate à pandemia provocada pelo COVID-19.

Neste momento, a autarquia começou a produzir máscaras faciais que estão a ser costuradas por um grupo de voluntários locais e elementos da Universidade Sénior de Aljustrel (USA).

A produção de máscaras faciais centra-se, assim, na criação em TNT (Tecido Não Tecido) e, numa primeira fase, serão utilizados 30 metros deste material, bem como vários metros de elástico, que foram doados à Câmara Municipal de Aljustrel por uma empresa local, a Boutique da Moda.

Relativamente à produção de viseiras, vai enveredar-se agora, nesta nova fase, por uma nova forma de produção, recorrendo-se à máquina de corte laser, por a autarquia dispor de todas as condições no seu Centro d’Artes, e por conseguir, através desta técnica, aumentar em muito a sua produção e, consequentemente, a sua contribuição para a sociedade em que se insere, nomeadamente através da doação que tem estado a efetuar a IPSS, centros de saúde, bombeiros, GNR e entidades públicas e regionais.

O objetivo é alargar a produção própria do Município de Aljustrel e colaborar ainda mais para a produção de equipamento individual de proteção que, neste momento particular, é essencial a diversos profissionais, e em diversos setores, desde hospitais a instituições de solidariedade social.

O design desta nova viseira de rosto foi cedido, gratuitamente, pela empresa aljustrelense Rectângulo Vermelho, que o desenvolveu e que, desde a semana passada, está a produzir este tipo de equipamento de proteção para o mercado nacional e até internacional.

Autarquias

Escola Básica Nº.1 de Alcácer do Sal está a ser requalificada

Valor total da obra é superior a 1,2 milhões de euros

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Os trabalhos já efetuados passaram pela realização das necessárias demolições, abertura de vãos interiores, início da abertura de valas para a passagem de infraestruturas e de roços para a passagem de cabos de eletricidade.

“As obras de requalificação da Escola Básica Nº.1 de Alcácer (Telheiros) encontram-se em curso desde o mês de março.”

Em seguida, a BETONIT – Engenharia e Construção, Lda vai dar início às fundações.

Recorde-se que a empreitada, que representa um investimento do Município de 1.292.305,66 euros, vai modernizar esta escola, com base em novas exigências pedagógicas e de segurança e serão atualizados os sistemas elétricos e de aquecimento.

Será também requalificado o espaço exterior, a zona de recreio infantil e os acessos internos e ao exterior.

Continuar a ler

Copyright © 2020 TDS - Rádio e Televisão do Sul | redação: info@televisaodosul.pt 266702926 |Comercial: dialogohabil@gmail.com Publicidade site | rádio: 917278022

error: Content is protected !!