Últimas:
Cada português deverá gastar, em média, 529€ nas prendas de Natal – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos

Sociedade

Cada português deverá gastar, em média, 529€ nas prendas de Natal

Consumidores vão gastar mais dinheiro neste Natal

Publicado

em

Consumidores a nível global recuperam o espírito natalício

“… e vão gastar mais este ano”

Os consumidores, de acordo com os resultados do 15º Holiday Shopping Survey da Accenture, estão ansiosos pelo início do período festivo e planeiam gastar este ano mais do que tinham despendido em 2020 nas compras de fim de ano e apoiar organizações de caridade e comunidades locais.

As compras devem aumentar este ano, com os consumidores a planearem gastar em média €529 nesta temporada, em comparação com os €477 do ano passado. A maioria (71%) afirma que pretende gastar tanto ou mais do que no ano passado. Os millennials entre os 32 e 39 anos, que preveem gastar em média €624, apresentam o valor mais elevado entre qualquer faixa etária.

“O 15º  Holiday Shopping Survey da Accenture mostra que as gerações mais jovens provavelmente são as que mais gastam, priorizando tempo e dinheiro para experiências partilhadas.”

O estudo da Accenture, que incluiu mais de 1.500 consumidores, indica que 76% estão ansiosos para, nesta época festiva, passar tempo com a família; 75% planeiam comprar presentes para familiares próximos e 41% a comprar presentes para vizinhos, colegas e amigos.

Esta ‘generosidade de espírito’ vai provavelmente estender-se a outros níveis, já que 70% pretendem, este ano, fazer contribuições para obras de caridade, e 21% pretendem doar mais do que no ano passado. Este número que sobe para 32% na geração Z e 28% dos jovens da geração millennial (idades entre 24-31).

A pesquisa destaca também este desejo contínuo de apoiar as comunidades locais, com 58% dos consumidores a revelarem a intenção de comprar no comércio local e a retalhistas independentes.

“70% dos consumidores indicam que pretendem fazer doações”

Embora o aumento previsto nos gastos do consumidor seja uma boa notícia para os retalhistas, o nosso relatório indica que os eventos do ano passado, provavelmente, afetarão os hábitos de consumo de diferentes gerações neste período festivo”, afirma Manuela Vaz, vice-presidente da Accenture Portugal, responsável pelas áreas de Retalho e Bens de Consumo. “Os retalhistas não se podem esquecer de cumprir os protocolos de segurança em vigor e de acompanhar as necessidades e gostos de compras em cada uma das comunidades em que estão inseridos. Isso requer maior tomada de decisão local, auxiliada por ferramentas de análise, para detetar, à medida que vão acontecendo, as mudanças das condições de mercado e a evolução dos padrões de consumo.

O regresso às compras em loja – uma escolha popular entre os nativos digitais – Geração Z

Apesar da pandemia, as compras em loja parecem voltar a ser ‘confortáveis’. Mais de metade (54%) das pessoas em geral – e 70% dos consumidores da Geração Z – planeiam fazer a maior parte das suas compras de Natal em loja, enquanto, surpreendentemente, 54% dos baby boomers preveem fazer a maior parte das compras online.

Além disso, 25% dos consumidores em geral – e 42% dos millennials mais jovens – indicam que experiências partilhadas, como aulas de culinária, cânticos natalícios ou atividades para as crianças, podem incentivá-los a escolher uma loja em detrimento de outras.

Os eventos do ano passado comprimiram, em algumas semanas, as mudanças que provavelmente teriam levado anos. Por exemplo, a pandemia forçou as gerações mais velhas a superar a sua hesitação em fazer compras online, uma tendência continuamente identificada pelos nossos estudos. Por outro lado, os consumidores mais jovens – que já se sentem confortáveis ​​online – parecem procurar serviços e experiências que vão além da compra”, indica Manuela Vaz. “Os retalhistas e as empresas de bens de consumo devem aproveitar estas mudanças comportamentais e avançar com uma reinvenção, para se envolverem com um mercado diversificado e multigeracional de milhões de pessoas”.

Comprar cedo, antes que seja tarde demais

A pandemia, juntamente com as questões de abastecimento e transporte, preocupam um terço (34%) dos consumidores, que pretendem fazer antecipar as compras, pois receiam não conseguir comprar o que precisam a tempo da época festiva. Além disso, a Black Friday e a Cyber ​​Monday continuam a perder o seu interesse, desafiando os retalhistas e as marcas a terem uma visão de longo prazo desta temporada.

O declínio da popularidade da Black Friday, juntamente com o facto de que os consumidores começam cada vez mais cedo as suas compras de Natal, significa que os retalhistas e as marcas precisam de conseguir envolver os consumidores durante este período”, disse Manuela Vaz. “Além disso, com muitas pessoas ainda a trabalhar em casa, a capacidade de pesquisar, a maior facilidade em escolher os produtos e fazer compras online, torna tudo mais fácil para os consumidores – e torna-se muito mais difícil para os retalhistas. Este ano, mais do que nunca, controlar o stock e ter garantia do abastecimento será tão importante para o consumidor quanto para o retalhista”.

Tempo e dinheiro para experiências, uma prioridade para os consumidores

Os consumidores vão redirecionar parte dos seus gastos em ofertas materiais para experiências e serviços, mas isso é mais pronunciado entre as gerações mais jovens, que são mais propensas a viajar, socializar durante o período de festas, e também a procurar e oferecer experiências.

Sabemos que a Geração Z e os Millennials têm um maior poder de compra, e isso, representa uma grande oportunidade para as empresas de consumo que os servem”, disse Manuela Vaz, vice-presidente da Accenture Portugal, responsável pelas áreas de Retalho e Bens de Consumo. “As empresas devem aproveitar o desejo dos consumidores mais jovens de partilhar experiências, mas também não se esquecer as suas crescentes prioridades, onde se incluem saúde e segurança, oferecendo-lhes uma experiência de compra com foco na facilidade e conveniência.”

Sobre o estudo

O 15º Annual Holiday Shopping Survey da Accenture fornece informações sobre os padrões de compra do consumidor durante este período de fim de ano, e fornece uma indicação das expectativas de desempenho do retalho de rua e online, num momento que é de grande importância para o setor. Este ano, a Accenture inquiriu online uma amostra representativa de consumidores, sendo que todos tinham feito uma compra online ou numa loja de um produto para uso pessoal nos seis meses anteriores. Os entrevistados foram divididos entre géneros e grupos etários, com 14% de cada um da Geração Zers (com idades entre 18-24), 13% da geração Y, mais jovem (25-31), 14% da geração Y, mais velha (32-39), 22% da Geração X (40 -55), 21% baby boomers (56-69) e 16% com mais de 70 anos.

O estudo foi realizado em agosto de 2021.

Música

MAIO 7LUAS BAND (Cabo Verde) esta sexta em Montemor o Novo

Na Praça de Touros com estrada livre.

Publicado

em

Montemor o Novo, esta sexta feira com entrada gratuita

“Festival Sete Sóis Sete Luas”

Na sexta-feira, 12 de agosto, às 21h30, na Praça de Touros de Montemor-o-Novo, recebemos a MAIO 7LUAS BAND (Cabo Verde).

A iniciativa no âmbito do Festival Sete Sóis Sete Luas, e que integra também o Fora de Cena Alentejo Central e a MIF Mostra Internacional de Folclore de Montemor, é de entrada gratuita.

Esta produção original do Festival Sete Sóis Sete Luas conta com a participação de alguns dos mais prestigiados músicos do Maio, uma das ilhas mais periféricas do arquipélago de Cabo Verde.

O repertório do grupo aposta em temas criados por compositores da ilha e defende por isso a tradição musical do Maio, utilizando o crioulo, que confere aos temas uma emoção especial.

Os músicos, Tote Xinoca na voz e cavaquinho, o Tó no baixo, o Mauro no piano e cavaquinho foram dirigidos musicalmente pelos mestres José Peixoto e José Barros (Portugal) no âmbito do projeto de cooperação promovido pelo Festival SSSL.

Special guests: o conhecido compositor e músico da ilha do Maio Tibau Tavares e o conceituado baterista português André Sousa Machado, que já trabalhou com os mais conhecidos artistas portugueses como Rão Kyao, Mário Laginha, Sérgio Godinho, Vitorino e Orquestra do Hot Clube de Portugal.

O repertório da Maio7LuasBand harmoniza músicas tradicionais, composições originais e novos arranjos inspirados na cultura da pequena ilha do Maio.

Continuar a ler

Agenda

Teatro e música nas “Noites na Fonte” em Águas de Moura

A 9 e 10 de setembro, as melhores noites são passadas junto à Fonte Centenária

Publicado

em

Teatro e música

 “Noites na Fonte” em Águas de Moura

A 9 e 10 de setembro, as melhores noites são passadas junto à Fonte Centenária de Águas de Moura, em mais uma edição das “Noites na Fonte”.

Teatro, com os espetáculos “Garreia Caramela”, pelo Teatro Sem Dono, e “Ti Miséria”, pelo Teatro O Bando, e música, com os concertos da Orquestra de Guitarras da Sociedade de Instrução Musical de Quinta do Anjo e da banda Paper Hearts, são as propostas para animar as noites de verão em Águas de Moura, com entrada gratuita.

As “Noites na Fonte” são organizadas pela Câmara Municipal de Palmela com a União das Freguesias de Poceirão e Marateca e o Movimento Associativo local. Mais informações: 935 321 218.

Programa

9 setembro

21h30

Garreia Caramela – Teatro de Robertos

Pela Associação Teatro Sem Dono

Destinatários: M/3

22h30

Concerto com a Orquestra de Guitarras da Sociedade de Instrução Musical de Quinta do Anjo

10 setembro 

21h30

Ti Miséria

Pelo Teatro O Bando

Sinopse: «Ela amassa o tempo da mesma forma que amassa os seus bolos, os seus bolinhos. Paula Só interpreta esta personagem extraordinária, que nasceu em 1986, no espetáculo “Nós de Um Segredo” (conto tradicional galego), mas não tem 36 anos…tem 120. A Ti Miséria queixava-se que lhe subiam à nogueira e lhe roubavam as nozes, o seu único tesouro, mas um dia descobriu uma maneira de isso não voltar a acontecer. Descobriu também uma maneira de enganar a morte e, por isso, continua a aquecer o forno e a cozinhar os seus bolos, porque ela nunca a virá buscar. Ti Miséria valeu a Paula Só o prémio de melhor interpretação, atribuído pela Associação Portuguesa de Críticos de Teatro, e encontra-se agora novamente em itinerância.

Criação: Teatro O Bando

Com: Paula Só

Destinatários: M/6

22h30 Concerto com Paper Hearts

Continuar a ler

Agenda

Mostra Int. de Folclore de Montemor o Novo.(entrevista)

Entrevista de Sónia Soares a Olímpio Galvão, presidente da C.M. de Montemor o Novo

Publicado

em

Montemor o Novo…já a decorrer

Mostra Internacional de Folclore

A Mostra Internacional de Folclore de Montemor-o-Novo 2022 está a decorrer mas neste fim de semana é que vai ter o seu ponto alto.

O seu início foi no passado dia 9 e decorre até dia 13, próximo domingo.

Montemor o Novo volta a trazer o mundo ao Alentejo.

Veja a entrevista de Sónia Soares ao presidente da autarquia.

Continuar a ler

ÚLTIMAS

Facebook

x
error: O conteúdo está protegido!!