Siga-nos

Política

Bloco de Esquerda volta a candidatar Mariana Aiveca por Beja

Atrás de Mariana Aiveca vai um agente funerário e uma professora.

TDS noticias

Publicado

em

Em comunicado a distrital de Beja do Bloco de Esquerda, aprovou a lista de candidatos do Bloco de Esquerda às próxima eleições legislativas de 6 de Outubro.

A lista será encabeçada, tal como em 2015, por Mariana Aiveca.

  1. MARIANA AIVECA – funcionária pública aposentada, 65 anos, deputada do BE de 2005 a 2015, cabeça de lista pelo círculo de Beja nas legislativas 2015
  2. PEDRO GONÇALVES – agente funerário, 46 anos, deputado municipal do BE na Assembleia Municipal de Odemira desde 2013, reeleito em 2017
  3. CRISTINA FERREIRA – professora, 50 anos, membro da Mesa Nacional do BE, cabeça de lista à Câmara Municipal de Almodôvar em 2017

Candidatas suplentes

  1. CLÁUDIA FIGUEIRA – assistente social, 42 anos, dinamizadora do grupo de mães de Alfundão – Ferreira do Alentejo contra o cerco das monoculturas superintensivas e do movimento Alentejo Vivo, candidata independente
  2. JOAQUIM BRÁS – encarregado-geral na Somincor, em pré-reforma, participante ativo nas greves de 2017, 57 anos, Aljustrel, candidato independente
  3. GINA MATEUS – professora, delegada sindical, 59 anos, deputada municipal do BE na Assembleia Municipal de Beja eleita em 2017

O mandatário distrital da candidatura é ALBERTO MATOS, de 67 anos, residente em Serpa, fundador do Bloco de Esquerda e dirigente da Solidariedade Imigrante – SOLIM.

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Política

Jerónimo Sousa em Grândola afirmou que ‘o governo nunca iria tão longe se não fosse a CDU’.

Após a sua intervenção, Jerónimo de Sousa visitou a Feira de Agosto, onde teve oportunidade de saudar e conversar com os visitantes, e com os responsáveis pelos diferente espaços do certame.

TDS noticias

Publicado

em

O restaurante do PCP, à entrada da Festa de Agosto, em Grândola, (veja foto) encheu-se por completo para receber a visita do secretário-geral, Jerónimo de Sousa.

Com uma plateia de mais de duas centenas de pessoas, Jerónimo de Sousa, teceu críticas a Carlos César do PS, citando o líder parlamentar dos socialistas.

“Hoje um dos dirigentes máximos do PS declarava que existe a necessidade de uma maioria clara, seja lá o que isso for, para que o PS não tenha de se sujeitar às exigências de outros”, disse o secretário-geral do PCP .

Em resposta, Jerónimo de Sousa, disse que o Governo do PS “nunca iria tão longe se não fosse o PCP e a CDU”. Na sua intervenção, voltou igualmente a manifestar a oposição do PCP ao envio de tropas portuguesas para o Líbano.

Após a sua intervenção, Jerónimo de Sousa – acompanhado por José Catalino, da Comissão Política, Manuel Valente, do Comité Central, e muitos outros militantes e dirigentes comunistas – visitou a Feira de Agosto, onde teve oportunidade de saudar e conversar com os visitantes, e com os responsáveis pelos diferente espaços do certame.

(fotos de Duarte Gonçalves – TDS)

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

CALENDÀRIO

Agosto 2019
S T Q Q S S D
« Jul    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul