Siga-nos

Autarquias

Balcão único de Odemira tem 9 anos

Em 2018 o Balcão único contou com 10.640 atendimentos e em 2017 totalizou 10.527 atendimentos, dos quais cerca de mil por ano foram realizados nos BU kiosk.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Desde que o Balcão Único (BU) do Município de Odemira abriu ao público, no dia 12 de julho de 2010, todo o atendimento presencial foi concentrado num único espaço, proporcionando maior profissionalismo no serviço, conforto para os utentes e reduzindo os custos e a morosidade no relacionamento, tornando os serviços municipais mais eficientes.

O Balcão Único tem vindo a criar medidas adicionais de modernização e melhoria do atendimento presencial, telefónico e digital, com vista a uma melhor interação com o munícipe, empresas e empreendedores.

Esta é uma das medidas desenvolvidas no âmbito do Projeto Municipal de Simplificação Administrativa – ODEMIRA SIMPLIFICA e uma das medidas de simplificação administrativa candidatadas ao Programa Simplex Autárquico.

Para facilitar o acesso dos cidadãos aos serviços municipais, o Município descentralizou o atendimento municipal a quatro freguesias, dotando as localidades de Colos, Sabóia, S. Teotónio e Vila Nova de Milfontes de postos de atendimento presencial, através do projeto BU kiosk, onde os cidadãos podem efetuar todos os serviços disponibilizados no Balcão Único do Município, nas várias áreas de atuação da autarquia.

O BU Kiosk é um dos investimentos integrados no Projeto de Racionalização e Inovação no Atendimento Municipal (PRIAM) do Município de Odemira, financiados pelo COMPETE – Programa Operacional de Fatores de Competitividade, através da AMA – Agência para a Modernização Administrativa.

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Autarquias

Câmara de Évora assina contrato para implementação do “Laboratório Vivo para a Descarbonização”

O Laboratório Vivo traduz-se na adaptação de um espaço urbano com identidade local por forma a tornar-se num espaço de teste, demonstração e apropriação de soluções tecnológicas integradas em contexto real

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

É assinado amanhã, 20 de fevereiro, às 11h30, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, o contrato de consórcio do “Laboratório Vivo para a Descarbonização de Évora” (LVpDÉ), um projeto que tem como foco o centro histórico da cidade e que visa a implementação e demonstração de soluções tecnológicas inovadoras ligadas aos setores dos transportes e mobilidade, da promoção da eficiência energética e do espaço urbano eficiente.

O LVpDÉ conta com um valor máximo de financiamento de 500 mil euros para um investimento total superior a 1 milhão de euros e vai ser implementado em regime de consórcio por um conjunto alargado de parceiros, cabendo ao Município a sua gestão. O prazo previsto para fase de implementação será até final do primeiro semestre de 2021.

Este consórcio é constituído pelo GoWithFlow, Logistema, Universidade de Évora, Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central, DECSIS, ALTICE e Agência Desenvolvimento Regional Alentejo, sendo responsável pelas grandes áreas da “Mobilidade Sustentável”, “Espaço Coletivo Eficiente”, “Centro Integrado da Operação/Monitorização”, “Insfraestruturas e Conetividade”, “Zoom Operativo” e “Gestão de Meios”.

O Laboratório Vivo traduz-se na adaptação de um espaço urbano com identidade local por forma a tornar-se num espaço de teste, demonstração e apropriação de soluções tecnológicas integradas em contexto real, com foco nas questões da mobilidade. O projeto promove a descarbonização da vivência em cidades, através da integração de soluções nos domínios dos transportes e mobilidade, eficiência energética em edifícios, serviços ambientais inovadores e promoção da economia circular.

Recorde-se que em Fevereiro de 2018 Évora foi um dos 12 municípios que viram aprovadas as suas candidaturas ao Fundo Ambiental para a implementação dos projetos do Laboratório Vivo para a Descarbonização. Esta candidatura mereceu uma avaliação excelente no critério de Inovação e Excelência, tendo sido valorizada a sua incidência no Centro Histórico, Património Mundial da Humanidade, com forte identidade local, com potencial para integração de medidas em diferentes domínios, em diferentes espaços, e com a presença de centros de conhecimento, empresas, comércio e utilizadores.
Esta implementação de serviços ambientais inovadores, que poderá servir de modelo para outras cidades, é convergente com os princípios enunciados nos acordos de Paris e Pacto de Autarcas, centrado na redução da emissão dos gases poluentes para a atmosfera e descarbonização da vivência em cidades.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

Publicidade

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul | redação: info@televisaodosul.pt 266702926 |Comercial: dialogohabil@gmail.com 917278022