Siga-nos

Economia

Governo espanhol aprova novo Terminal de carga em Badajoz a pensar na Linha de Alta Velocidade

O Conselho de Ministros espanhol autorizou as obras do novo terminal de carga da Plataforma Logística do Sudoeste Europeu.

TDS noticias

Publicado

em

 Novo terminal de carga da Plataforma Logística do Sudoeste Europeu.

Irá permitir que os comboios façam a mudança diretamente nesta instalação, e não em San Fernando, como fazem atualmente. O investimento será de 12,1 milhões de euros e tem prazo de execução de 12 meses.

Este anúncio é um impulso para o terminal que é feito graças a um acordo entre a Adif e a Junta de Extremadura. «O objetivo desta ação é a construção de um novo terminal ferroviário intermodal de interesse autônomo que ajude a promover o desenvolvimento do transporte ferroviário de mercadorias na Extremadura, com o objetivo de que as empresas dessa comunidade possam se beneficiar com a diminuição de Custos de importação e exportação de mercadorias ».

Há apenas um mês, as entidades envolvidas anunciaram que o contrato havia sido modificado. Esta adenda estabeleceu o aumento do orçamento de 12,2 para 15,1 milhões de euros e também estendeu o período de execução para três anos, ou seja, até 2021.

Até agora, esperava-se que essa infraestrutura estivesse operacional. em 2020, desde que o acordo inicial foi assinado em 2018, com prazo de dois anos.

E em Portugal

De acordo com os dados do executivo comunitário, a modernização do troço Évora-Caia, com um custo estimado de 388 milhões de euros, recebe uma comparticipação da União Europeia de 56% (184 milhões de euros).
Durante o lançamento deste concurso, a comissária europeia para os Transportes, Violeta Bulc – que esteve presente no evento  –, considerou que esta é uma ligação ferroviária muito importante para todos os Estados-membros e também «muito importante  para o corredor Atlântico».

A construção e modernização dos troços do corredor internacional sul será concretizada com a utilização de travessa polivalente e bitola ibérica. « A utilização da travessa polivalente permitirá a eventual migração para a bitola europeia caso assim seja entendido no futuro»

Economia

O ZMAR, em Odemira, está à venda. Empresa declarou insolvência e o Eco Camping vai a leilão.

Valor base para venda é superior a 3 milhões de euros

TDS noticias

Publicado

em

A empresa que detém mais de 50% do Zmar Eco Camping, um dos parques de campismo e alojamento mais conhecidos no país, declarou insolvência. O espaço está à venda e irá a leilão no próximo dia 26.

O valor base é de 3.249.326 euros, como se pode ver no site da Leilosoc, empresa que está a organizar o leilão.

Em causa está a venda da participação social da Cravex, S.A. correspondente a 56,60% na empresa Multiparques a Céu Aberto, Campismo e Caravanismo em Parques, S.A.

De acordo com a informação disponível no site, o Zmar tem uma área total de 81 hectares e capacidade máxima para 1572 pessoas. É composto por um eco-hotel – bungalows de tipologias T1 a T3 -, parque de campismo com 90 metros quadrados, com água e eletricidade, um parque aquático, restaurante, bar, supermercado, escritório, equipamentos de apoio (balneários) e copa comunitária.

O espaço inclui ainda uma zona desportiva – que inclui Ténis, padel, polidesportivo (basquetebol, andebol e futsal), ginásio (yoga e relaxamento), spa (massagens bio, esfoliações corporais e faciais bio), zona de aventura (circuito de arvorismo, tiro com arco, passeios de bicicleta, percurso pedestre de manutenção, matraquilhos humanos, entre outros – e uma área infantil – com parque de diversões, eco workshops e ateliers, quinta pedagógica e centro de interpretação ambiental.

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

CALENDÀRIO

Setembro 2019
S T Q Q S S D
« Ago    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul - Web Development by IDEIAS FRESCAS https://ideiasfrescas.com