Últimas:
Associação Transfronteiriça de Municípios do Lago Alqueva quer valorizar o território. – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos

Economia

Associação Transfronteiriça de Municípios do Lago Alqueva quer valorizar o território.

O Plano de ação da ATLA, está enquadrado naquelas que são as prioridades do Próximo Quadro Comunitário de Apoio e alinhado com os programas nacionais e Regionais, tais como a EREI2030 – Estratégia Regional de Especialização Inteligente do Alentejo 2030.

Publicado

em

Desenvolvimento Territorial Sustentável em Alqueva ATLA aposta na valorização do Território de Alqueva

A ATLA – Associação Transfronteiriça de Municípios do Lago Alqueva incorpora no seu Plano de Ação para o período 2021 – 2027, quatro eixos estratégicos, nomeadamente:
Ambiente e Ordenamento do Território; Inovação, Empreendedorismo e Competitividade; Turismo, e Ações Transversais, eixos estes, potenciadores de um “Desenvolvimento Territorial Sustentável” em torno do maior lago artificial da Europa.

O Plano de ação da ATLA, está enquadrado naquelas que são as prioridades do Próximo Quadro Comunitário de Apoio e alinhado com os programas nacionais e Regionais, tais como a EREI2030 – Estratégia Regional de Especialização Inteligente do Alentejo 2030.

A ATLA, pretende assim no âmbito da sua missão e objetivos, entre outros: Fortalecer a cooperação transfronteiriça; Potenciar as capacidades logísticas das aldeias para desenvolverem atividades turísticas; Potenciar a articulação da água com o território através da criação e reforço de infraestruturas náuticas (ex: apoiar projetos inovadores, tais como casas flutuantes e escritórios flutuantes); Recuperar e valorizar os recursos endógenos da região (património material e imaterial, natural, água, clima,…); Atrair para o território, a fixação de novas empresas, a atração de nómadas digitais, pessoas e visitantes; Valorizar e divulgar os ativos da região; Criar um território mais sustentável e amigo do ambiente; Fortalecer a identidade das comunidades locais; Apoiar e reforçar as
PME ́s locais.

Continuar a ler
Publicidade

Agricultura

Sousel volta a ser ‘capital’ do borrego.

O ‘Ciclo de Conferências Terras do Borrego’ tem prevista uma passagem por cada um dos 15 concelhos do distrito de Portalegre ao longo do próximo ano, e tem como objetivo fulcral criar um portal de conhecimento e partilha entre os players e os stakeholders do setor, desde os empresários, aos produtores, aos veterinários, aos historiadores e aos decisores públicos.

Publicado

em

Sousel

‘Ciclo de Conferências Terras do Borrego’ arranca em Portalegre e discute a importância histórica da raça merina

Arranca esta quinta-feira, dia 24 de novembro, o ‘Ciclo de Conferências Terras do Borrego’, iniciativa promovida pela Câmara Municipal de Sousel, no âmbito do projeto “Sousel, Capital do Borrego”, que visa promover e valorizar a presença histórica do gado ovino no concelho e na sub-região do Alto Alentejo.

A primeira conferência, cujo tema irá recair sobre a “Presença Histórica do Merino”, terá lugar no Centro de Congressos de Portalegre, pelas 15h00, e irá analisar sob diversos horizontes aquela que é a raça autóctone de maior implementação na região.

A cerimónia, com início previsto para as 15h00, arranca com uma sessão de boas-vindas levada a cabo pela presidente da Câmara Municipal de Portalegre, Fermelinda Carvalho. Segue-se-lhe uma série de intervenções de individualidades ligadas ao setor: João Guilherme Dias, médico veterinário da Pasto Alentejano (a maior exploração ovina da Península Ibérica, sediada em Sousel); Pedro Vieira, chefe de divisão do Gabinete de Recursos Genéticos Animais da Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV); e Tiago Perloiro, diretor executivo da Associação Nacional de Criadores de Ovinos de Raça Merino (ANCORME). A cerimónia encerra com o discurso de Manuel Valério, presidente da Câmara Municipal de Sousel, e com um pequeno momento lúdico musical.

Esta iniciativa decorre da afirmação de Sousel enquanto capital oficial do Borrego, devido ao reconhecimento atribuído à tradição secular da exploração ovina no concelho, resultante na afirmação do território como o maior produtor e fornecedor de carne de borrego do país, com mais de 80 explorações, entre as quais a Pasto Alentejano, a maior da Europa com certificação de Bem-estar Animal de acordo com os critérios internacionais.

O objetivo da marca “Sousel, Capital do Borrego” é promover a região de Sousel e do Alto Alentejo, bem como o seu património cultural, enquanto contribui para alavancar a economia local, estimulando todos os setores associados à produção e exploração de borregos, ao emprego, à exportação, ao turismo e a tantos outros setores da economia.

O ‘Ciclo de Conferências Terras do Borrego’ é uma das ações promocionais que fazem parte do projeto, em paralelo com a quinzena gastronómica Terras do Borrego, que teve em abril deste ano a 1ª edição, e que estará de regresso às mesas do Alto Alentejo no período de Páscoa do próximo ano.

Programa:

14h50 – Receção aos convidados;

15h00 – Sessão de Boas-vindas pela Sra. Presidente da Câmara Municipal de Portalegre, Eng.ª Fermelinda Carvalho;

15h15 – Dr. João Guilherme. Médico veterinário responsável pelo departamento de exploração ovina da Pasto Alentejano;

15h35 – Eng.º Pedro Vieira. Chefe de Divisão do Gabinete de Recursos Genéticos Animais da Direção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV);

16h00 – Coffee Break;

16h25 -Engº Tiago Perloiro. Diretor Executivo da Associação Nacional de Criadores de Ovinos da Raça Merino (ANCORME);

16h45 – Sessão de encerramento pelo Sr. Presidente da Câmara Municipal de Sousel, Eng.º Manuel Valério;

17h00 – Momento musical.

A sessão será aberta ao público em geral.

Continuar a ler

Economia

Porto de Sines recebeu Fórum Portugal Export

O Brasil Export é um Fórum permanente, multissetorial, agregador e organiza dinâmicas para promoção do diálogo entre os diferentes agentes envolvidos com as operações portuárias, de logística e infraestruturas.

Publicado

em

Porto de Sines recebeu Fórum Portugal Export

O Porto de Sines recebeu a sessão inaugural do Fórum Portugal Export, um evento organizado pelo Brasil Export que reuniu os líderes dos setores da logística e infraestruturas de transportes de Portugal e Brasil.

José Luís Cacho, Presidente do Conselho de Administração da APS, abriu a sessão realçando a importância desta iniciativa no reforço da relação de Portugal com o Brasil. Seguidamente, os participantes assistiram a uma Palestra da Associação dos Terminais do Corredor de Exportação do Paranaguá (ATEXP) e a dois seminários dedicados ao tema “Agronegócio brasileiro e a sinergia com Portugal”, e outro sobre “Boas práticas na gestão de portos e terminais brasileiros e portugueses”.

Este encontro contou com a presença de Mário Povia, Secretário Nacional de Portos e Transportes Aquaviários, e do Secretário de Estado das Infraestruturas do Governo Português, Hugo Santos Mendes, que encerrou a sessão da manhã com um discurso por meios telemáticos, saudando a iniciativa e evidenciando os “laços históricos, culturais, de identidade, tradições” partilhados entre Portugal e o Brasil, relacionamento este que tem no setor portuário “um exemplo paradigmático”. Hugo Mendes destacou ainda a importância desta iniciativa para a criação de “sinergias que reforcem o papel de Portugal como porta de entrada privilegiada das exportações brasileiras na Europa”.

Acompanhados por representantes das Concessionárias do Terminal Multiusos (PortSines) e do Terminal de Contentores (PSA Sines), a comitiva teve ainda a oportunidade de visitar os terminais e, in loco, visualizar os projetos e obras de expansão que estão a decorrer e os que estão em vista num futuro próximo.

A sessão contou ainda com a assinatura de um protocolo de cooperação entre a Associação dos Portos de Portugal (APP) e a Associação Brasileira das Entidades Portuárias e Hidroviárias (ABEPH), cujo âmbito se foca no reforço do relacionamento institucional e comercial, no seio dos portos da Lusofonia.

O Brasil Export é um Fórum permanente, multissetorial, agregador e organiza dinâmicas para promoção do diálogo entre os diferentes agentes envolvidos com as operações portuárias, de logística e infraestruturas.

O Brasil Export e os seus organismos regionais contam com mais de 250 conselheiros, profissionais qualificados e que atuam no setor privado, em entidades representativas e no poder público. Entre as suas atividades, destacam-se a promoção de encontros presenciais e online para debater questões pertinentes para a área, a realização de missões internacionais e a criação de conselhos voltados para maior inclusão das mulheres no setor e para destacar ações relevantes relacionadas a meio ambiente, ao social e à governança.

Continuar a ler

Economia

Air Summit 22 já a decorrer. Veja destaques.

As oportunidades da indústria aeronáutica e a primeira aeronave portuguesa marcam a sexta edição do Portugal Air Summit `22

Publicado

em

Portugal Air Summit 2022

As oportunidades da indústria aeronáutica e a primeira aeronave portuguesa marcam a sexta edição do Portugal Air Summit `22

O Portugal Air Summit 2022 abre com João Neves, secretário de Estado da Economia e Hugo Hilário, presidente da Câmara Municipal de Ponte de Sor. O dia fica marcado pela presença da ministra da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Elvira Fortunato, e pelo Almirante Gouveia e Melo, Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas. Encerra o primeiro dia com as palavras de Eduardo Pinheiro, Secretário de Estado do Planeamento.

A gestão de topo na aviação, a transição tecnológica na indústria aeronáutica, a mobilidade positiva dos aeroportos portugueses e a evolução do setor espacial foram alguns dos temas que deram o mote à programação de conferências e intervenções do primeiro dia. Estes momentos de debate, reflexão e partilha de conhecimento acontecerem nos palcos ANAC e NAV e reuniram intervenientes de peso para o setor como Tânia Cardoso Simões, presidente do Conselho de Administração – Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC), Christine Ourmières-Widener, presidente da Comissão Executiva da TAP Air Portugal, Alexandra Reis, presidente da NAV Portugal, Thierry Ligonnière, CEO da ANA Aeroportos Portugal, João Grilo, presidente do Conselho de Administração da ADRAL e Alexandre Alves, Administrador  da Sevenair Group, entre outros.

Em paralelo decorreu o programa de exposições de aviões e treinos de exibição, que atraem a atenção de vários públicos, sobretudo dos alunos das escolas, spotters e entusiastas, e dois momentos de relevo: a assinatura do memorando de entendimento entre a EEA Aircraft and Maintenance e a Câmara Municipal de Ponte de Sor, no âmbito da produção da primeira aeronave 100% portuguesa, designada por LUS 222; e a inauguração do novo Hangar da Aeromec, o novo player do Cluster Aeronáutico de Ponte de Sor.

Na sessão de abertura, o presidente da Câmara Municipal de Ponte de Sor, Hugo Hilário, enfatizou a estratégia de desenvolvimento do Aeródromo de Ponte de Sor, numa perspetiva de desenvolvimento regional, destacando que “o cluster aeronáutico do Município tem tido uma crescente notoriedade nacional e internacional.

Apresenta-se atualmente muito mais robusto e diversificado, e é claramente um projeto com futuro que reúne um polo de formação e apresenta condições ímpares para fixação de empresas, totalizando já 14 empresas, num posicionamento diversificado”.

Destacou ainda a importância de todos os parceiros que tornaram mais uma edição da cimeira possível. Termina referindo que a edição deste ano ficará sempre marcada pela notícia das três agendas mobilizadoras que o concelho integra: Aero.next – da primeira aeronave portuguesa; Neurospace – ligada aos detritos espaciais numa ótica de sustentabilidade e NewSpace, de produção de microssatélites.

O secretário de Estado da Economia, João Neves, enalteceu o Portugal Air Summit como um “evento que serviu para reforçar a confiança dos investidores, fortalecendo a imagem de Portugal como um local onde as oportunidades empresariais podem ser concretizadas”. Sublinhou ainda que esta cimeira é um “exemplo de quando as vontades remam juntas é possível construir soluções com valor para a nossa sociedade” e afiançou que o Ministério da Economia vai “destacar o papel do Portugal Air Summit como catalisador para construir um país melhor”.

No encerramento, o secretário de Estado do Planeamento, Eduardo Pinheiro, destacou “a capacidade, a resistência e a vontade ao longo dos anos para erguer este evento que já se tornou uma referência, que coloca Portugal na linha da frente, contribuindo de forma clara para a inovação tecnológica, capacidade exportadora e de atração e geração de emprego”.

LUS 222 – a primeira aeronave portuguesa

Foi possível conhecer hoje as maquetas da primeira aeronave portuguesa e da sua unidade de produção em Ponte de Sor. Uma partilha acompanhada pela assinatura de um Memorando de Entendimento entre a EEA Aircraft (Cosmus Arospace e CEiiA) e a Câmara Municipal de Ponte de Sor para a cedência do espaço no Aeródromo Municipal de Ponte de Sor.

A LUS 222 será a primeira aeronave desenvolvida e produzida em Portugal, com uma linha de montagem em Ponte de Sor de onde sairá para ser comercializada para o Mundo, criando 300 postos de trabalho diretos neste território alentejano. Este programa vai ainda permitir uma forte integração do ecossistema aeronáutico português na cadeia de valor da aeronave, reforçando, uma vez mais, o papel do Cluster Aeronáutico de Ponte de Sor no panorama nacional e internacional.

“Esta aeronave está direcionada para o transporte regional dos mercados africanos e da América do Sul, desenvolvida numa versão civil e noutra militar, já que consegue aterrar em pistas de terra e de pequenas dimensões, sendo ideal para locais remotos ou com menos infraestruturas”, refere Miguel Braga, Aeronautics & Defense Director no CEiiA.

Outro dos pontos altos da agenda foi a inauguração de um novo hangar de 8000 metros quadrados, no Aeródromo Municipal de Ponte de Sor, da empresa de manutenção de aeronaves Aeromec, numa cerimónia que contou com a presença de Hugo Hilário, presidente da Câmara Municipal de Ponte de Sor, que destacou a empreitada como o maior investimento de sempre por parte da autarquia do Alto Alentejo, na ordem dos 5 milhões de euros.

Programa do segundo dia do Portugal Air Summit 2022

Mais de duzentos alunos assistem a uma sessão sobre Space Careers, promovida pela Ciência Viva e Município de Ponte de Sor, que irá dar a conhecer as possibilidades de carreiras e de formação relacionadas com o espaço, defesa e aeronáutica.  A sessão de abertura estará a cargo de Isabel Ferreira, secretária de Estado do Desenvolvimento Regional. Marco Capitão Ferreira, Secretário de Estado do Defesa Nacional, encerrará o segundo dia de cimeira.

Continuar a ler

ÚLTIMAS

Facebook

x
error: O conteúdo está protegido!!