Siga-nos

Justiça

ASAE fiscaliza lucro ilegítimo em bens necessários para a prevenção à pandemia

Estabelecimento de panificação suspenso por falta de higiene.
Foram instaurados 2 processos crime pela eventual prática de obtenção lucro ilegítimo e fiscalizados na área da segurança alimentar.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) em permanente supervisão e vigilância do comportamento do mercado no que se referem a facto(s) eventualmente ilícito(s) relacionados com a pandemia do COVID-19, desencadeou hoje uma operação direcionada ao combate de alegado lucro ilegítimo obtido na venda de bens necessários para a prevenção à pandemia.

Em causa equipamentos de proteção individual e dispositivos médicos (máscaras, luvas, fatos), produtos biocidas designadamente álcool, álcool gel e desinfetantes.

A operação integrou ainda a verificação dos requisitos gerais e específicos de higiene dos estabelecimentos de restauração que estão a funcionar em regime de take away.

Como resultado da ação, que decorreu a nível nacional, foram fiscalizados cerca de 152 operadores económicos no âmbito do lucro ilegítimo, tendo sido instaurados 2 processos crime pela eventual prática de obtenção lucro ilegítimo e fiscalizados na área da segurança alimentar, cerca de 50 operadores económicos com instauração de 10 processos de contraordenação por incumprimento dos requisitos de higiene e segurança alimentar, tendo ainda sido determinada a suspensão de um estabelecimento de panificação por falta de higiene.

Dos operadores económicos fiscalizados foram ainda notificados 43 para apresentação de documentação pela alegada prática de lucro ilegítimo podendo vir a culminar na instauração de novos processos crime.

Justiça

Ordem dos Médicos cria comissão para avaliar o que se passou no lar de Reguengos

A informação foi divulgada pelo próprio bastonário. ARS na mira de todas as criticas.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Foto: TDS (direitos reservados)

A Ordem dos Médicos apelou para que a nível judicial se possa considerar “uma ação urgente” para defesa das pessoas doentes, no caso do surto de covid-19 no lar de idosos em Reguengos de Monsaraz.

“Ordem dos médicos avança com comissão para averiguar o que se passou em Reguengos”

O bastonário da Ordem dos médicos confirmou este domingo a criação de uma comissão para avaliar o que se passou no lar em Reguengos de Monsaraz.

Miguel Guimarães adiantou que a comissão está formada e vai começar a trabalhar já amanhã.

A Ordem critica a ARS do Alentejo e avisa que está em causa a saúde dos utentes.

Continuar a ler

Copyright © 2020 TDS - Rádio e Televisão do Sul | redação: info@televisaodosul.pt 266702926 |Comercial: dialogohabil@gmail.com Publicidade site | rádio: 917278022

error: Content is protected !!