Siga-nos

Artes

Artistas e artesãos de S.Luís, Odemira, voltam a mostrar a sua arte nas montras e nas ruas

A 5ª edição das Montras conta  com artes plásticas, artes visuais, música, poesia, performances, workshops, artesanato e uma mostra de produtos locais.

TDS noticias

Publicado

em

De 10 agosto a 7 de setembro decorrem as “MONTRAS” – Mostra de Artistas e Artesãos de São Luís.

Artistas e artesãos apresentam uma grande diversidade de projetos artísticos nas ruas e nas montras das lojas, que se transformam em espaços de exposição que dão a conhecer a criatividade local.

Nos dias 10 e 11 de agosto, das 17.00 às 02.00 horas as Ruas do Comércio, Igreja e o largo da Casa do Povo serão encerrados ao trânsito, tornando-se num amplo espaço comunitário onde se pode jantar numa esplanada e assistir a performances, concertos e animação de rua.

As intervenções artísticas nas montras serão visitáveis entre os dias de 10 agosto e 7 de setembro em lojas em funcionamento ou encerradas, ganhando assim uma nova vida e tornando-se espaço de exposição. Para honrar as tradições locais da celebração da colheita, será promovida uma festa de encerramento das Montras, a Adiafa, no dia 7 de setembro.

Este evento é promovido pelo movimento Transição São Luís e a  comunidade local – artistas, artesãos, lojistas e habitantes de São Luís, Ateneu do Catorze, Cultivamos Cultura e a Destilaria do Ferrador, com o apoio do Município de Odemira, Junta de Freguesia de São Luís, Casa do Povo de São Luís e Sociedade Musical e Recreativa Sanluizense.

Artes

DGArtes ‘mata’ CENDREV. Companhia de Évora encerra em janeiro de 2020 por falta de apoio.

Alentejo é a única região do país com menos apoios em relação aos anos passados

TDS noticias

Publicado

em

Falta de apoio leva ao fim do CENDREV em janeiro próximo

O CENDREV já reagiu ao não apoio por parte da DGArtes para os próximos dois anos. O mapa de apoios foi hoje divulgado e o Alentejo é a única região do país em que o valor total de apoio reduz em relação ao ano anterior. (Ver notícia AQUI)

‘A notícia da falta de apoio por parte da DGArtes confronta a companhia com a inevitabilidade de ter de encerrar a sua actividade a partir de Janeiro de 2020’, é assim que o cendrev reagiu em comunicado emitido já esta noite.

A redução do financiamento destinado à região do Alentejo exclui a possibilidade de atribuição da verba de apoio à candidatura do CENDREV que, mesmo considerada elegível em sede de avaliação, se vê profundamente penalizada pelo desinvestimento no apoio à cultura na região.

Ao contrário do que se verifica com todas as outras regiões do país, onde se chega até a registar um aumento de quase 70% na verba atribuída, o Alentejo é a única região que não só não vê reflectido nenhum aumento, como sofre, mais uma vez, uma assinalável redução da verba de apoio.

Tudo isto se torna ainda mais absurdo quando acabámos de ouvir, na recente campanha eleitoral, que a meta é a Cultura passar a receber 2% do Orçamento Geral do Estado e a Direcção Geral das Artes confirma um aumento de 83% nas verbas atribuídas a nível nacional.

‘Com esta notícia, o CENDREV – Centro Dramático de Évora vê-se absolutamente constrangido a retirar-se da luta pela cultura e pela descentralização teatral, a escassos três meses de completar 45 anos de actividade ininterrupta de serviço público e de acção cultural’, refere a nota.

Alentejo é a única região do país em que é reduzido o apoio às artes.

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

CALENDÀRIO

Outubro 2019
S T Q Q S S D
« Set    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul