Últimas:
Arguidos da ‘derrocada de Borba’ começam a ser ouvidos – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos
blank

Justiça

Arguidos da ‘derrocada de Borba’ começam a ser ouvidos

Fase de instrução começa esta quinta feira em Évora

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

A fase de instrução do processo relativo à derrocada da estrada em Borba começa esta quinta feira, no edifício do Parque do Alentejo de Ciência e Tecnologia, em Évora

“… caso chega a tribunal 2 anos após a tragédia”

A fase de instrução do processo relativo à derrocada da estrada em Borba vai decorrer a partir desta quinta feira no edifício do Parque do Alentejo de Ciência e Tecnologia (PACT), em Évora.

António Anselmo e Joaquim Espanhol, presidente e vice-presidente do município de borba, respetivamente, pediram a abertura de instrução com o objectivo de evitar o julgamento.

O Ministério Público imputa ‘cinco crimes de homicídio’ aos dois autarcas.

O antigo diretor regional de Economia do Alentejo João Filipe de Jesus, a funcionária da Direção-Geral de Energia e Geologia Maria João Figueira e Paulo Alves, responsável técnico da empresa que possui a licença de exploração da pedreira, foram outros dos acusados que requereram abertura da instrução.

Os restantes arguidos são a sociedade Ala de Almeida Limitada, que possui a licença de exploração da pedreira, e outros dois funcionários da DGEG, José Pereira e Bernardino Piteira.

O tribunal quer perceber as circunstâncias que rodearam o colapso” da Estrada Municipal (EM) 255, ocorrido em novembro de 2018.

O MP, “requerendo o julgamento por tribunal coletivo”, imputa aos oito arguidos “a prática de vários crimes de homicídio e de violação de regras de segurança”.

Justiça

Juiz Ivo Rosa levanta arresto da propriedade da ex mulher de Sócrates, em Montemor o Novo.

Em causa o Monte das Margaridas propriedade de Sofia Fava.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Arresto levantado ao Monte das Margaridas, em Montemor-o-Novo.

” Operação Marquês “

No despacho instrutório, proferido na sexta-feira, o juiz Ivo Rosa ordenou o levantamento imediato do arresto de vários bens imóveis dos arguidos, designadamente o Monte das Margaridas, em Montemor-o-Novo, adquirido pela ex-mulher de Sócrates Sofia Fava.

“Tendo em conta a decisão de não pronúncia relativamente aos crimes ora em causa, quanto aos saldos bancários apreendidos e bens imóveis arrestados, verifica-se que não existem indícios que as quantias e bens imóveis em causa são produto dos crimes de corrupção passiva de titular de cargo político imputados ao arguido José Sócrates”, lê-se no despacho.

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!