Siga-nos

Música

António Zambujo vence Prémio José Afonso

Júri foi unânime na ‘entrega’ do prémio ao trabalho do artista alentejano de beja

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

O álbum “Do Avesso” valeu a António Zambujo o Prémio José Afonso, atribuído pela Câmara Municipal da Amadora.

“Do Avesso”, foi o vencedor da 31ª edição do prémio, que, desde 1988, premeia “um álbum inédito, editado no ano anterior ao da edição do Prémio, cujo tema tenha como referência a cultura e a história portuguesas” e atribui ao vencedor um prémio de cinco mil euros.

Segundo o comunicado enviado à imprensa, “Do Avesso” representa “não só a continuação do percurso extremamente coerente de António Zambujo, mas também um ponto alto pela confirmação das suas qualidades interpretativas e a grande inspiração criativa que revela.

A atribuição do prémio, por um painel de júri composto pela pianista Olga Prats, o professor de música Sérgio Azevedo e o vencedor do ano anterior Júlio Pereira, foi unânime.

Entre os anteriores vencedores do Prémio José Afonso encontram-se Fausto (“Por Além das Cordilheiras”, 1988), José Mário Branco (“Correspondências”, 1992), Gaiteiros de Lisboa (“Bocas do Inferno”, 1998), Janita Salomé (“Vozes do Sul”, 2001), Deolinda (“Dois Selos e um Carimbo”, 2011) e Gisela João (“Gisela João”, 2014).

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Música

Já lá vão 80 anos desde a primeira gravação de música coral em Odemira

As gravações áudio de cantares alentejanos em Odemira, realizados a 5 de novembro de 1939, são reveladas no livro “Alentejo: Vozes e Estética em 1939/40.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Foto: CMOdemira

O Grupo Coral de Odemira comemorou os 80 anos da primeira gravação áudio das vozes de Odemira e dos seus cantares, ou das suas “modas”.

As 8 décadas assinalaram-se dia 7 de dezembro, numa tarde dedicada ao cante alentejano, com atuações e uma palestra. Esta iniciativa pretendeu enaltecer o cante alentejano e valorizar o trabalho feito em Odemira pelo grupo coral, sobretudo na recuperação de temas antigos.

As gravações áudio de cantares alentejanos em Odemira, realizados a 5 de novembro de 1939, são reveladas no livro “Alentejo: Vozes e Estética em 1939/40 – edição crítica dos registos sonoros realizados por Armando Leça”, publicado pela Tradisom, com coordenação da Professora Doutora Maria do Rosário Pestana.

“Esses registos contêm seis modas pelas vozes de cantadores de Odemira, e que são agora apresentadas em CD, reinterpretadas pelo Grupo Coral de Odemira.”

Fundado em 1977, o Grupo Coral de Odemira tem mantido a tradição dos cantares e modas alentejanas, algumas herdadas do antigo grupo ” Rouxinóis do Mira” que remonta a 1944 e que teria na sua constituição algumas das vozes gravadas por Armando Leça.

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

CALENDÀRIO

Dezembro 2019
S T Q Q S S D
« Nov    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul