Siga-nos

Economia

Alcácer do Sal ‘viabiliza’ negócio de 157 milhões na Comporta

Está dado o primeiro passo para estimular vários investimentos previstos na área do turismo

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

A compra dos ativos imobiliários da Herdade da Comporta à Gesfimo pelo consórcio Vanguard Properties/ Amorim Luxury ficou concluída com a assinatura da escritura relativa à aquisição de 1.380 hectares de área de desenvolvimento e floresta.

O negócio foi concluído por 157,53 milhões de euros. Para este desfecho contribuiu a ação do Município de Alcácer do Sal, que aprovou em reunião de Câmara e depois em Assembleia Municipal extraordinárias (a 29 de outubro e a 7 de novembro respetivamente) uma proposta de resolução de utilidade pública para constituição de servidões administrativas e expropriação de direito de superfície para execução do Plano de Pormenor da Área de Desenvolvimento Turístico da Comporta – ADT2.

A constituição das servidões foi um passo decisivo na conclusão do processo, sendo que as servidões administrativas são direitos estabelecidos a favor de terceiros que incidem sobre prédios ou terrenos.

O Município de Alcácer viabilizou assim a concretização do negócio da venda da ADT2 – Comporta, cujos projetos futuros irão estimular o turismo e a economia da região, além de se prever gerar cerca de um milhar de postos de emprego.

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Economia

EDP quer antecipar encerramento da Central de Sines para 2021

Dois anos antes do que o governo tinha proposto.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

A Central Termoelétrica de Sines vai fechar mais cedo do que o previsto.

A notícia está a ser adiantada, em primeira mão, pela TVI. O Governo impôs o encerramento em 2023, por razões ambientais, mas a EDP está a preparar o seu encerramento antes, o que pode acontecer dentro de pouco mais de um ano.

Em causa está a falta de rentabilidade da produção a carvão.

O encerramento, a confirmar-se, apanha o Governo desprevenido. O seu encerramento pode por em causa a estabilidade do sistema elétrico no sul do país.

Segundo refere a TVI, “no limite pode haver “apagões” na zona Sul.” Para evitar tal cenário o Governo terá que acelerar a instalação de centrais a energia solar no Alentejo e investir numa nova linha de alta tensão a passar por Ferreira do Alentejo ( importante para servir o Algarve e “recolher” a nova produção do solar).

A central de Sines é responsável direta e indiretamente por cerca de 400 postos de trabalho.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul | redação: info@televisaodosul.pt 266702926 |Comercial: dialogohabil@gmail.com 917278022