Últimas:
Alcácer do Sal vai aderir à Associação de Municípios do Portugal Romano – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos

Património

Alcácer do Sal vai aderir à Associação de Municípios do Portugal Romano

A adesão a esta Associação será também uma oportunidade de o Município de Alcácer ser reconhecido como espaço essencial de investigação no mundo da arqueologia.

Publicado

em

Alcácer do Sal

vai aderir à Associação de Municípios do Portugal Romano

Em reunião de Câmara levada a cabo na manhã de hoje (12 de maio de 2022) foi aprovada uma proposta que estabelece a adesão do Município de Alcácer do Sal à Associação de Municípios do Portugal Romano. 

A Associação de Municípios do Portugal Romano foi constituída em 2020, fazendo atualmente parte dela nove municípios. A criação da Associação teve como principal objetivo criar uma rede de âmbito nacional que possa levar à criação e promoção da Rota do Romano, estabelecer relação com parceiros europeus, nomeadamente a Rede das Cidades Europeias do Atlântico, e ajudar à preservação do património romano. São vários os projetos que poderão ser candidatados, desde Centros Interpretativos, rotas do romano e até áreas como o restauro, sendo as candidaturas efetuadas pelos técnicos das autarquias, com o apoio de universidades e investigadores. 

O concelho de Alcácer do Sal tem uma herança romana reconhecida em todo o mundo, bem evidenciada nos monumentos e no espólio recolhido em intervenções arqueológicas. A adesão a esta Associação será também uma oportunidade de o Município de Alcácer ser reconhecido como espaço essencial de investigação no mundo da arqueologia.

Artes

PJ recupera brasão de armas roubado na decada de 90.

Roubo aconteceu em Santiago do Cacém

Publicado

em

Policia Judiciária

 “Brasão de Armas dos Condes de Avilez” foi localizado no Porto

A Polícia Judiciária localizou e apreendeu o brasão em pedra do século XIX, furtado na década de 1990 da fachada da capela da Tapada dos Condes de Avilez, em Santiago do Cacém, foi anunciado em comunicado da PJ.

O “Brasão de Armas dos Condes de Avilez” foi localizado na cidade do Porto.

Segundo o comunicado este brasão tinha sido furtado na década de 90 da fachada da capela da Tapada dos Condes de Avilez, em Santiago do Cacém, sendo propriedade da autarquia.

O presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha, explicou que, há cerca de uma semana, o município apresentou queixa junto da Polícia Judiciária, depois de ter recebido uma denúncia a alertar para uma alegada venda da peça numa leiloeira.

Continuar a ler

Artes

Monografia da Necrópole do Olival do Senhor dos Mártires apresentada em Alcácer.

Promovido pela autarquia de Alcácer do Sal

Publicado

em

Santuário do Sr. dos Mártires acolheu apresentação da Monografia da Necrópole do Olival do Senhor dos Mártires

O Município de Alcácer do Sal promoveu na igreja do Santuário do Senhor dos Mártires, em Alcácer, a apresentação da monografia “A Necrópole do Olival do Senhor dos Mártires (Alcácer do Sal, Portugal) Práticas funerárias, Cultura Material e Identidade(s) na Idade do Ferro do Baixo Sado (séculos VII-II a.n.e.)”, obra da autoria do investigador Francisco Gomes.

A apresentação foi feita em parceria com a UNIARQ, Centro de Arqueologia da Universidade de Lisboa e com a Direção Regional de Cultura do Alentejo, e foi levada a cabo num espaço gentilmente cedido pela Irmandade do Senhor dos Mártires.

Registaram-se as presenças (e intervenção) do vereador Manuel Vítor de Jesus e do presidente da União das Freguesias de Alcácer do Sal e Santa Susana, Arlindo José Passos e as intervenções da investigadora Ana Margarida Arruda – que apresentou a obra – e do professor Carlos Fabião, ambos da UNIARQ, Centro de Arqueologia da Universidade de Lisboa.

O sítio arqueológico do Olival do Senhor dos Mártires é um dos lugares mais emblemáticos da Idade do Ferro a nível nacional e internacional, tendo sido classificado pela sua importância como Monumento Nacional.

Pela primeira vez, foi plasmada num livro a história dos achados que foram efetuados desde o século XX naquele local. Esta publicação é realizada pela série Estudos & Memórias e editada pela UNIARQ, Centro de Arqueologia da Universidade de Lisboa. Regista-se também o facto de o Município ter reservado a aquisição de 50 exemplares desta importante publicação.

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!