Siga-nos

Artes

Alcácer do Sal tem novo museu moderno e interativo

A inauguração do renovado e moderno Museu Municipal Pedro Nunes realiza-se no dia 6 de abril, às 15h30 e contará também com a atuação da fadista Katia Guerreiro e das bandas da Sociedade Filarmónica Amizade Visconde de Alcácer e Sociedade Filarmónica Progresso Matos Galamba.

Avatar

Publicado

em

Consultar num ecrã interativo informações sobre uma peça em exposição ou aceder a mais dados sobre o espólio arqueológico através de smartphone ou tablets com recurso ao sistema de QRcodes são duas das possibilidades disponibilizadas pelo renovado Museu Municipal Pedro Nunes, em Alcácer do Sal.

Alcácer do Sal apresenta Museu moderno e interativo

“Numa altura em que praticamente ninguém no país inaugura museus, Alcácer prepara-se para abrir as portas do Museu Municipal Pedro Nunes, que mostra o passado desta terra magnífica visto à luz da modernidade”, disse o Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença na conferência de imprensa de apresentação do espaço museológico, que foi alvo de uma ampla empreitada de requalificação, cofinanciada em 85 por cento por fundos da União Europeia.

O recurso a aplicações interativas, que facilitem a transmissão do conhecimento e potenciem a experiência do visitante é uma das apostas deste museu. “No fundo, pretende-se que o utilizador sinta que entrou numa viagem no tempo, cujo limite é a sua imaginação”, prosseguiu o autarca, que referiu ainda que, a par do material exposto e de um guia em papel da exposição, os visitantes poderão assistir a um vídeo de making-off do museu, uma experiência maximizada que estará em exibição na zona do coro-alto.

Recorde-se o Museu Pedro Nunes encerrou ao público em 2007, devido ao seu avançado estado de degradação. Entre 2008 e 2011 acolheu escavações do Setor de Arqueologia e Museologia da Câmara Municipal e só em 2017 tiveram início as obras de requalificação do espaço, intervenção que, com a inclusão da museografia, ascendeu a 1,5 milhões de euros.

A conferência de imprensa decorreu hoje (26 de março) na Pousada do Castelo D. Afonso II e contou com a presença do Executivo Municipal e as intervenções do edil Vítor Proença, da coordenadora do Gabinete de Arqueologia e Museologia da Câmara Municipal, Marisol Ferreira e de Pedro Sobral, do projeto de museologia, em cujo discurso salientou o facto de Alcácer do Sal ter uma “história muito aliciante do ponto de vista da museografia, além das suas peças serem muito boas e bastante interessantes”.

“É um orgulho ver este projeto concretizar-se após mais de uma década de encerramento do museu e depois de ultrapassados tantos obstáculos, que enfrentámos com garra e determinação. Compensou e, dia 6 de abril, todos poderão ver o resultado dos nossos esforços na inauguração desta casa da cultura, com muito para oferecer e descobrir”, completou o Presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença.

Com ênfase em Alcácer, enquanto cidade portuária, e no rio Sado, enquanto elemento determinante no desenvolvimento deste núcleo urbano, o Museu Municipal Pedro Nunes vai ter patente um conjunto variado de espólio recolhido durante os trabalhos arqueológicos na Igreja do Espírito Santo, no Castelo de Alcácer do Sal e na Rua do Rato e que vai do séc. VI a.C. ao séc. XIX, fazendo inclusive referência ao grande matemático Pedro Nunes.

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Artes

Simpósio de escultura de pedra em grândola de 16 a 30 deste mês

No decurso do simpósio o público terá oportunidade de acompanhar o processo de criação das esculturas e os escultores promoverão acções de informação e sensibilização sobre escultura, dirigidas aos alunos dos estabelecimentos de ensino e ao público em geral.

TDS noticias

Publicado

em

A arte, o objecto artístico, a escultura materializa no plano simbólico ideias, valores, memórias, e identidades sociais e culturais.

A intervenção artística no espaço público, a escultura e a sua relação com as particularidades do local que a acolhe constituem um referencial da paisagem urbana, indissociável das dimensões social, cultural, identitária e da sua vivência e apropriação significante pela população.

Participam os artistas Jorge Pé-Curto, Paulo Neves e Vitor Ribeiro.

Na sequência da organização, em Maio de 2018, de uma Exposição Colectiva de Escultura em Grândola, a Câmara Municipal decidiu organizar, um Simpósio de Escultura em Pedra, que irá decorrer entre os dias 16 e 30 de Setembro, com a participação de três reconhecidos escultores portugueses que, em espaço aberto ao público, irão criar três esculturas de pedra a instalar em Grândola, no Carvalhal e em Melides que contribuirão para valorizar os espaços públicos do ponto de vista artístico, estético, identitário e patrimonial.

A realização do simpósio em espaço aberto – exterior do Complexo Desportivo Municipal José Afonso – e as actividades complementares, contribuirão para despertar o interesse da comunidade pela arte, motivar os mais jovens para a criatividade artística e constituem, sem dúvida, um importante projecto cultural, inédito na política cultural do Município de Grândola, demonstrativo da importância do investimento na cultura e nas artes como factor de desenvolvimento com impacto social, cultural, patrimonial e turístico.

 

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

CALENDÀRIO

Setembro 2019
S T Q Q S S D
« Ago    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul - Web Development by IDEIAS FRESCAS https://ideiasfrescas.com