Últimas:
Alcácer do Sal exige reparação do IC-1 e alargamento de bermas na EN-253 – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos
blank

Autarquias

Alcácer do Sal exige reparação do IC-1 e alargamento de bermas na EN-253

Ambas as vias apresentam claros riscos crescentes de sinistralidade rodoviária.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Estradas de ligação a Palma e à Comporta

“Vítor Proença exige reparação do IC-1 e alargamento de bermas na EN-253”

O presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença, continua a envidar esforços para exigir a reparação do IC-1 (Palma – Alcácer do Sal) e o alargamento de bermas na EN-253 (Comporta – Alcácer do Sal) pela sua perigosidade.

Neste âmbito, o autarca solicitou reuniões com o Secretário de Estado das Infraestruturas e com o presidente do Conselho de Administração Executivo da Infraestruturas de Portugal, S.A.

No caso do IC-1, o troço entre Palma e Alcácer do Sal é fundamental na ligação norte-sul (mercadorias e passageiros) e no trânsito turístico.

Tem uma procura média diária na ordem de, pelo menos, 8 mil veículos e encontra-se em péssimo estado.

No caso da EN-253, o troço entre a Comporta e Alcácer do Sal exige a construção de bermas, dado o aumento impressionante da procura e do acesso aos novos campos agroalimentares (grandes produções na larga maioria para exportação em camiões frigoríficos) e no trânsito para as praias (Troia até Santo André).

Continuar a ler
Publicidade
40 Comentários

40
Deixe um comentário

avatar
700
40 Respostas ao comentários
0 Respostas
0 Seguidores
 
Comentários com mais reações
Comentários mais populares
40 Autores dos comentários
EvarhikeMiarhikeJoerhikeSamrhikeJackrhike Autores dos comentários mais recentes
Samrhike
Visitante
Samrhike
Evarhike
Visitante
Evarhike
Suerhike
Visitante
Suerhike
Kiarhike
Visitante
Kiarhike
Jackrhike
Visitante
Jackrhike
Maryrhike
Visitante
Maryrhike
Joerhike
Visitante
Joerhike
Janerhike
Visitante
Janerhike
Kimrhike
Visitante
Kimrhike
Annarhike
Visitante
Annarhike
Carlrhike
Visitante
Carlrhike
Miarhike
Visitante
Miarhike
Nickrhike
Visitante
Nickrhike
Nickrhike
Visitante
Nickrhike
Joerhike
Visitante
Joerhike
Samrhike
Visitante
Samrhike
Nickrhike
Visitante
Nickrhike
Jimrhike
Visitante
Jimrhike
Jimrhike
Visitante
Jimrhike
Markrhike
Visitante
Markrhike
Kimrhike
Visitante
Kimrhike
Denrhike
Visitante
Denrhike
Annarhike
Visitante
Annarhike
Annarhike
Visitante
Annarhike
Annarhike
Visitante
Annarhike
Evarhike
Visitante
Evarhike
Paulrhike
Visitante
Paulrhike
Joerhike
Visitante
Joerhike
Ivyrhike
Visitante
Ivyrhike
Suerhike
Visitante
Suerhike
Kimrhike
Visitante
Kimrhike
Ivyrhike
Visitante
Ivyrhike
Ivyrhike
Visitante
Ivyrhike
Jackrhike
Visitante
Jackrhike
Kimrhike
Visitante
Kimrhike
Jackrhike
Visitante
Jackrhike
Samrhike
Visitante
Samrhike
Joerhike
Visitante
Joerhike
Miarhike
Visitante
Miarhike
Evarhike
Visitante
Evarhike

Autarquias

Cabrita promete mais militares da GNR para Reguengos de Monsaraz

Promessa foi feita ao presidente da autarquia numa reunião a que assistiram o Comandante Operacional da GNR e o Comandante Territorial de Évora.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Reunião com ‘balanço bastante positivo’, segundo José Calixto

” Audiência esteve agendada durante dois anos”

A audiência foi pedida em 2019 mas só agora, após os acontecimentos recentes, teve lugar.

Eduardo Cabrita ‘prometeu’ ao autarca que após a saída dos novos militares, que estão em formação, em Portalegre, haverá um ‘reforço significativo’ do posto de Reguengos de Monsaraz.

Uma das matérias abordadas foi o número de efectivos em Reguengos ( 24 operacionais ) e o envelhecimento dos efectivos (média etária de 49 anos).

“… tem-se registado um envelhecimento dos efectivos e em populações dispersas é mais grave quando é necessária a ajuda de outros militares”, frisou José Calixto, em declarações após a reunião com o MAI.

O número de militares em formação, segundo o autarca, aumentou significativamente. Passou de 1000 para 1400 militares o que vai promover uma maior distribuição de meios humanos.

Obras no Posto da GNR

A velha ambição de uma ‘nova’ casa para a GNR, em Reguengos de Monsaraz, também foi debatida.

” O posto territorial de Reguengos e do Destacamento são ambições antigas… foi-nos prometido que neste quadro de programação vai ser consignada essa obra”, referiu José Calixto.

O autarca ficou ainda que saiu com a garantia de uma maior presença do Corpo de Intervenção da GNR em Reguengos.

Um dos argumentos utilizados pelo autarca junto do Ministro e dos Comandos da GNR foi o crescimento claro do concelho.

Só Monsaraz recebe 100 mil habitantes por ano e o crescimento das unidades turísticas foi numa escala de 11 para 159 unidades.

Reguengos de Monsaraz tem 12 mil habitantes e ‘quer ter uma sensação de segurança’, referiu.

A reunião decorreu no Ministério da Administração Interna e contou com o Comandante Operacional da GNR, o Comandante Territorial da GNR de Évora, Coronel Joaquim Vivas, o Ministro Eduardo Cabrita e o presidente da autarquia de Reguengos de Monsaraz, José Calixto.

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!