Siga-nos

Autarquias

“Álbum de Família” chega a Poceirão e Marateca

Depois de Palmela, Pinhal Novo e Quinta do Anjo, o Projeto “Álbum de Família”, desenvolvido pela Câmara Municipal de Palmela, chega agora a Poceirão e Marateca.

Avatar

Publicado

em

Ao longo do mês de maio, vão realizar-se quatro sessões públicas, que pretendem, à semelhança das anteriores, sensibilizar a população para a importância da partilha dos seus álbuns particulares.

Em simultâneo pretende-se recolher informação que contextualize cada uma das fotografias, como forma de registar a história económica e social do concelho, no século XX.

A Autarquia desafia as/os munícipes a ajudarem a construir o Álbum de Família de Poceirão e Marateca, participando nas sessões públicas de projeção de fotografias e registo de memórias, levando os seus álbuns pessoais, identificando nomes e assinalando datas e factos. Mais informações: arquivo.municipal@cm-palmela.pt ou 212 336 313 (das 8h30 às 12h00 e das 13h00 às 16h30).

Sessões “Álbum de Família” em Poceirão e Marateca

8 de maio | 10h30 | Junta de Freguesia de Poceirão

12 de maio | 15h00 | Espaço Multiusos de Águas de Moura

25 de maio | 15h00 | Centro Cultural de Poceirão

29 de maio | 15h00 | Espaço Multiusos de Águas de Moura

Autarquias

Évora vai recuperar Poços e Nascentes do Aqueduto

A implementação deste sistema permitirá uma redução da quantidade de água tratada usada para rega na ordem dos 140.000m3/por ano. O custo dos trabalhos é estimado em 653.100 euros+IVA.

TDS noticias

Publicado

em

O Executivo da Câmara Municipal de Évora aprovou por unanimidade a Abertura de Concurso para Reabilitação de Poços e Nascentes do Aqueduto, Execução de Reservatório e Rede de Distribuição de Água para Rega.

Uma medida aplaudida por toda a Vereação, uma vez que permitirá uma grande poupança financeira à autarquia, além da importância que tem no plano ecológico.

Esta candidatura, elaborada e aprovada ainda no anterior mandato no âmbito do Projecto LIFE – Água da Prata, beneficia de apoio financeiro da Comissão Europeia a 60%.

Visa dar uso à água proveniente do Aqueduto da Água da Prata, tendo em conta que não se prevê a sua utilização para consumo humano no âmbito do contrato entre a Câmara e a Águas de Vale do Tejo.

Procura-se, assim, reduzir os gastos municipais relativamente ao consumo de água da rede pública para rega dos espaços verdes e diminuir a dependência que a rega de espaços verdes tem na rede pública de água tratada.

Os trabalhos incluem a reparação de nascentes e condutas do Aqueduto e reequipamento das estações de bombagem nos poços da Graça do Divor; construção de um reservatório de água em S. Bento; e construção de rede de distribuição de água exclusivamente para rega.

Com esta decisão, pretende-se reforçar o caudal de água captado na Graça do Divor, criar um armazenamento de água exclusivamente para rega e fazer distribuição de água por cerca de 20,3ha, aproximadamente metade das áreas verdes regadas da cidade. Está previsto ainda um futuro alargamento da rede a eventuais jardins no Bairro da Casinha e à expansão do jardim do Bairro do Moinho.

Continuar a ler

Top

TDS Peça Orçamento