Últimas:
Air Summit: Veja o espetáculo de um Night Show (vídeo) – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos

Tecnologia

Air Summit: Veja o espetáculo de um Night Show (vídeo)

Imagens fantásticas.

Publicado

em

Ponte de Sor

“Night Show”

Um espetáculo inesquecível no Aeródromo Municipal de Ponte de Sor com uma composição inédita formada por músicos, bailarinos, luzes, aviões, drones e balões de ar quente.

Veja as imagens em HD 1080 para usufruir de toda a qualidade.

Tecnologia

Universidade de Évora inaugura infraestrutura pioneira de energia solar

Uma parceria da UÉ com a Agência Aeroespacial alemã.

Publicado

em

A Universidade de Évora (UÉ) vai inaugurar a EMSP – Évora Molten Salt Platform, uma infraestrutura científica dedicada à investigação do uso de sais fundidos na conversão termoeléctrica da energia solar.

“Uma infraestrutura única em Portugal.”

A cerimónia de inauguração é esta quinta-feira, dia 28 de abril, pela 9h30m, com a presença de entre outros, um representante do governo alemão e do secretário de Estado do Ambiente e Energia, João Galamba.

Desenvolvida e operada em parceria com o Instituto de Investigação Solar do DLR – Deutsches Zentrum für Luft- und Raumfahrt (Agência Aeroespacial alemã), esta infraestrutura é pioneira na utilização de sais fundidos como fluido de transferência térmica em Centrais Solares de Concentração.

O campo solar é constituído por 36 coletores cilindro-parabólicos de grande dimensão, com um comprimento total de 684 metros e uma potência nominal de 3,4 MW térmicos. Dispõe de um circuito hidráulico solar, onde circulam sais fundidos.

O sistema de armazenamento é composto por dois tanques, um frio e outro quente, com uma capacidade de 35m³ cada.

Esta infraestrutura funciona como campus experimental de ensaios na área de geração termoelétrica solar, sendo uma infraestrutura única em Portugal.

Continuar a ler

Economia

Alentejo pode liderar transição energética em Portugal.

CCDR Alentejo, o Instituto Politécnico de Portalegre e o Fórum da Energia e Clima irão promover cinco grandes conferências. Veja as datas e os locais.

Publicado

em

FÓRUM DA ENERGIA E CLIMA

“Alentejo pode liderar”

O Fórum da Energia e Clima, observador consultivo da CPLP, com sede no Alentejo, considera que “o investimento de energia renovável que será apresentado na próxima sexta-feira em Sines representa o acelerar da alteração do paradigma energético e do avanço para uma economia mais sustentável”.

Ricardo Campos, Presidente do Fórum da Energia e Clima sublinha que “o aumento dos preços dos combustíveis fósseis e a visível consequência da dependência de países como a Rússia, que não partilham os valores do mundo livre, mostram a importância de acelerar a transição energética.

As energias renováveis e a utilização do vetor energético hidrogénio produzido a partir das energias renováveis será decisivo para descarbonizar as indústrias dependentes do gás natural”.

O anúncio do investimento em Sines, num projeto de produção de hidrogénio e amónia verdes, é, na opinião de Ricardo Campos, “o inicio de um caminho que, depois do Alqueva, vai levar o Alentejo a ser das regiões com mais crescimento em Portugal.

É inevitável que uma das regiões mais competitivas do mundo para a produção de eletricidade a partir do sol, onde são batidos recordes mundiais de preço, que está a investir fortemente em áreas de acolhimento empresarial, e que tem o Porto de Sines, o Aeroporto de Beja, e um sistema de ensino e conhecimento entre os melhores do país, possa receber investimentos dos principais players mundiais na área da economia sustentável”.

Ricardo Campos acrescenta ainda que “a transição energética é uma oportunidade para Portugal se posicionar à escala global desenvolvendo tecnologia e transferindo conhecimento de forma eficiente para as empresas”, tendo declarado que “com as barragens, que são hoje também pilhas hidráulicas, que serão cada vez menos utilizadas para a produção de eletricidade e sim para reservas de água, Portugal tem de apostar no armazenamento de energia elétrica em sistemas de grande dimensão – as flow batteries ou outras formas que já estão em investigação em universidades e politécnicos portugueses – terão de passar para projetos piloto ou encontrar mecanismos que estimulem a transferência de conhecimento para as empresas nacionais da economia verde”.

O responsável defende ainda que “parques fotovoltaicos ligados a sistemas de armazenamento de grande dimensão são a solução que por exemplo a Florida Power and Light já está a utilizar nos Estados Unidos para a substituição das suas centrais de ciclo combinado a gás natural. Com o aumento do preço dos combustíveis fósseis essa pode ser também uma solução a implementar em Portugal e na Europa”.

Ao longo do próximo ano, a CCDR Alentejo, o Instituto Politécnico de Portalegre e o Fórum da Energia e Clima irão promover cinco grandes conferências, no âmbito do projeto GUARDIÕES, denominadas Energy And Climate Summit:´

–  Dias 21 e 22 de abril: “Educação e Conhecimento”, em Portalegre

– 2 e 3 de junho: “Energia e Transição Justa”, em Sines

– 20 e 21 de outubro: “A Água”, em Beja,

– 26 e 27 de janeiro 2023: “Mobilidade e Ferrovia”

– 22 e 23 abril 2023: “Economia Circular”, em Portalegre.

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!