Siga-nos

Sociedade

Águas Públicas do Alentejo avança com ETAR da Comporta

Obra tem um investimento de 840 mil euros e conta com um prazo de execução de 740 dias.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Fotos: CM Alcácer do Sal

Decorreu hoje, no auditório da Junta de Freguesia da Comporta, a cerimónia de assinatura do contrato da empreitada de conceção e construção da futura ETAR da Comporta entre a AgdA – Águas Públicas do Alentejo e o consórcio Domingos da Silva Teixeira, S.A/DTE, Instalações Especiais, S.A.

A nova ETAR está dimensionada para tratar as águas residuais de uma população de cerca de 2.500 habitantes-equivalentes em época alta e 589 habitantes-equivalentes na época baixa, pertencentes à população do lugar da Comporta, no concelho de Alcácer do Sal.

Esta instalação estará equipada com um sistema de tratamento tecnologicamente avançado, incluindo tratamento primário, biológico e desinfeção adicional para produção de água para reutilização e tratamento de lamas por desidratação, visando alcançar elevados níveis de tratamento com a menor pegada possível e contribuindo para a sustentabilidade ambiental da região em que se insere, com destaque para o ecossistema estuarino do Sado, zona sensível e classificada como Reserva Natural.

Representando um investimento de 1,9 milhões de euros, cofinanciado pela União Europeia através do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (POSEUR), a ETAR da Comporta tem um prazo de construção de 740 dias.

Também já está em curso a construção do Sistema Intercetor e Tratamento de Águas Residuais da Comporta que irá conduzir os efluentes gerados até à nova ETAR, envolvendo uma estação elevatória e 1,7 quilómetros de coletores.

Esta empreitada foi contratada à empresa Ambiágua em novembro passado e representa um investimento de 840 mil euros, cofinanciado pela União Europeia através do POSEUR.

Etar da Comporta avança. Contrato da empreitada é assinado.

ETAR da Comporta avança com investimento de 3M€

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Sociedade

Corrida de Touros em Beja com João Moura gera polémica

Corrida vai ter lugar a 14 de março para arranjar verba para criança doente oncológica

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

A associação Acreditar veio demarcar-se da tourada que se irá realizar no próximo dia 14 de março, em Beja, e que conta em cartaz com João Moura, cavaleiro acusado de maus tratos a animais e que este mês viu 18 galgos serem resgatados da sua herdade.

Esta é uma história que tem início em 2019 quando a Acreditar foi abordada pelo pai de uma criança, doente oncológica, que está a fazer tratamento em Coimbra, para a realização de um evento tauromáquico com vista a angariar fundos para a ajudar no financiamento de próteses para o filho.

Segundo a Acreditar, nas conversações, a associação colocou “várias reservas ao evento” e não assinou nenhum texto ou protocolo que a organização do mesmo lhes submeteu.

Ainda assim, o evento manteve-se. Agendada para o dia 14 de março, em Beja, na Praça de Toiros José Varela Crujo, com um cartaz que inclui os nomes dos cavaleiros João Moura, António Ribeiro Telles, João Salgueiro, João Moura Jr., João Ribeiro Telles e João Salgueiro da Costa, a tourada intitulada “Acreditar na Vida” publicita-se como um evento de beneficência a favor do Centro de Paralisia Cerebral de Beja e da Associação Acreditar.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

Publicidade

Mais vistas

Copyright © 2020 TDS - Rádio e Televisão do Sul | redação: info@televisaodosul.pt 266702926 |Comercial: dialogohabil@gmail.com 917278022