Siga-nos

Notícia TDS

Adjudicação do novo Hospital do Alentejo avança este mês

Anúncio é essencial para que a obra seja irreversível.

TDS noticias

Publicado

em

A adjudicação do novo Hospital central do Alentejo deverá acontecer ainda este mês. A informação foi adiantada à TDS por fonte próxima do processo.

Esse é o grande objetivo das partes que a acontecer torna irreversível a construção da nova Unidade. ‘Em Julho todos os pormenores do concurso assim como a adjudicação da obra deverá ser uma etapa concluída’, referiu a mesma fonte.

Recorde-se que o governo aprovou uma resolução, em Conselho de Ministros, que “estabelece o caráter prioritário” da construção do Hospital Central do Alentejo, em Évora, definindo-o como “projeto estruturante de investimento público”.

Novo hospital: O investimento

O novo hospital, de acordo com o Ministério da Saúde, deverá implicar um investimento total de 181 milhões de euros, dos quais 150 milhões para o edificado e 31 milhões para custos com equipamentos.

Para a construção da nova unidade, haverá ainda o recurso a fundos comunitários, numa reprogramação do Programa 2020.

Para servir até meio milhão de utentes

O novo hospital vai disponibilizar cerca de 350 camas e deverá servir toda a região do Alentejo. Marta Temido revela que o hospital terá influência direta numa população de 200 mil pessoas, correspondendo ao Alentejo Central. “Mas numa segunda linha, de última resposta, quase uma resposta tampão em muitas valências, o que se pensa é que responderá a 500 mil pessoas, toda a região do Alentejo, ou seja 47 municípios”, revela a ministra.

Para o Governo, “o simples facto de termos uma nova estrutura, um novo equipamento com mais especialidades do que as que existem atualmente, será, por si só, um atrativo para muitos profissionais de saúde”, captando mais profissionais para aquela região.

“Este novo hospital tem um conjunto de vantagens e responde a um conjunto de expectativas da população da região”, estando previsto que tenha “uma diferenciação tecnológica acentuada” e “o alargamento e reforço da atual oferta de serviços”, revelou Marta Temido.

Projeto apresentado pelo 1º Ministro António Costa

O Primeiro-Ministro, o Ministério da Saúde e o Ministério do Planeamento e Infraestruturas apresentaram em Évora, o projeto de financiamento do novo Hospital Central do Alentejo, no âmbito da reprogramação do Portugal 2020.

Projetado pelo arquiteto Souto de Moura, o novo equipamento terá um perfil assistencial diversificado, contando com um plateau tecnológico diferenciado, componente de radioterapia, de medicina nuclear e de meios de diagnóstico e terapêutica, polivalência de cuidados de saúde, valência de cuidados paliativos, desenvolvimento das áreas de ambulatório e alargamento a várias especialidades clínicas até então inexistentes na região.

Notícia TDS

Intercidades Évora-Lisboa ‘atropela’ ovelhas e avaria

Passageiros seguiram já para os destinos após paragem ´forçada´ em Vendas Novas

TDS noticias

Publicado

em

O Intercidades que faz a ligação Évora – Oriente(Lisboa) chocou com um rebanho de Ovelhas entre Casa Branca e Vendas Novas tendo avariado.

A viagem começou em Évora às 09h00 e acabou por ser interrompida. O comboio esteve parado por longo período na estação de Vendas Novas.

Dezenas de pessoas seguiam na viagem tendo estado ‘retidos’ na estação. A CP já solucionou o problema e os passageiros seguiram entretanto viagem.

No último fim de semana episódio idêntico aconteceu ao Intercidades que faz a ligação Lisboa – Algarve. Veja AQUI

Continuar a ler

Top

TDS Peça Orçamento