Últimas:
Acácio Alferes apresenta livro no Torrão  – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos
blank

Agenda

Acácio Alferes apresenta livro no Torrão 

O mundo rural onde vivi – e outras memórias.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Apresentação de livro em Torrão, Alcácer do Sal

“O mundo rural onde vivi – e outras memórias”

A Biblioteca Maria Rosa Colaço, no Torrão, recebe no dia 7 de novembro (sábado), pelas 16h, a apresentação do livro “O mundo rural onde vivi – e outras memórias”, pelo seu autor, Acácio Alferes.

O evento, promovido pela Câmara Municipal de Alcácer do Sal, é público, com lotação limitada às normas de segurança.

Biografia de Acácio Alferes 

“Nasci na Casa Branca do Sado no dia 10 de abril de 1939 e aí vivi até aos 16 anos.

Quando cheguei à idade escolar fui matriculado no posto escolar da barragem de Vale de Gaio, acabado de criar. Tinha então sete anos e, para ir à escola, tinha que ir a pé. Ia de madrugada, da Casa Branca à barragem, com um grupo de trabalhadores e regressava, já à noitinha, com os mesmos trabalhadores. Eram 13 quilómetros à ida e outros tantos no regresso.

Fiz os 1º e 2º anos do liceu no Torrão, com o professor Viegas. Do 3º ao 5º ano andei no liceu de Setúbal. Os 6º e 7º anos fi-los em Évora.

Em 1957 ingressei no Instituto Superior Técnico, mas em julho de 1961 tive que interromper os estudos por ter sido chamado para a tropa, donde saí em outubro de 1964. A partir dessa data e até janeiro de 1966 dei aulas na Escola Emídio Navarro, em Almada.

Como trabalhador-estudante, fiz os últimos três anos do meu curso de Engenharia Eletrotécnica, que terminei em 1967, já casado e com um filho.

Em janeiro de 1968 ingressei no ramo das telecomunicações dos CTT e, em julho, depois de um estágio em Aveiro, fui colocado em Évora. Aqui fui trabalhando até julho de 1994, quando fui saneado e despejado nos serviços centrais da empresa, em Lisboa.

Em julho de 1974 aceitei o convite de um grupo de democratas eborenses para fazer parte da Comissão Administrativa da Câmara de Évora.

Nas primeiras eleições autárquicas fui eleito pela FEPU para a Câmara e, mais modernamente, fui membro da Assembleia Municipal, eleito nas listas do Partido Socialista”.

Agenda

Música nas aldeias de Alcácer do Sal para ‘desdramatizar’ confinamento.

A atividade prolonga-se até ao dia 1 de maio de 2021.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Câmara Municipal inicia intervenção sociocultural dirigida a aldeias e lares do concelho

 ” Iniciativa já começou “

O Município de Alcácer do Sal, em parceria com a Associação Cultural Espiral Sonora, iniciou a iniciativa “Tempos e Contra Tempos”.

Pretende-se desdramatizar o processo de confinamento e de quarentena profilática nas residências, aldeias e lares de idosos no concelho de Alcácer do Sal.

A ideia é ajudar no  processo de confinamento e de quarentena e ajudando os idosos e toda a população a aceitar a sua própria situação, utilizando o riso e a música como estímulo libertador de tensões e devolvendo-lhes a condição de humanidade através dos afetos, emoções e do bem estar mental.

A atividade prolonga-se até ao dia 1 de maio de 2021.

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!