Siga-nos

Opinião

A opinião de José Palma Rita

Texto de opinião

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Há vários anos que me questiono e preocupo sobre estas ameaças, que são, não apenas reais como emergentes e galopantes. Mas, fico sempre na dúvida sobre o sentido da minha marcha no desfile do pelotão: os olivais e vinhas de regadio pululam no Alentejo a cada amanhecer como se a água fosse um recurso inesgotável e as espécies plantadas fossem imunes e resistentes, face às alterações climáticas que se fazem sentir…

Por outro lado, a cada Plano Estratégico de Desenvolvimento setorial, nomeadamente no turismo, vemos, ouvimos e lemos (não deveríamos ignorar, como diziam outros … em outros tempos), apenas cenários dourados, sem qualquer referência à ameaça climática, como se a mesma não fosse real ou fosse problemática apenas para as longínquas gerações futuras.

Bem … por vezes sentimos necessidade de nos remetermos ao silêncio, pois, elevar a voz da razão, só arriscaria críticas ferozes de certa (suposta elite académica) consultadoria dos estudos estratégicos para a Administração Pública que escreve o que o cliente quer ouvir e não o que deveria ser escrito, a bem das gerações futuras e do interior pobre do país, nomeadamente Alentejo e Algarve. ….

É preciso vir um indiano dizer-nos o óbvio, porque nós nos recusamos a refletir sobre a realidade, empurrando com a barriga, para os nossos filhos? Uma vergonha, a nossa irresponsável atitude. Eu próprio, me confesso.

Opinião

Carta aberta a Joacine Katar-Moreira.

A opinião de Gaspar Macedo

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Cara deputada.

Não escrevo esta carta pela sua gaguez, nem por ser mulher e muito menos por ser negra. Escrevo, porque estou farto dessa sua vitimização que reduz todos aqueles que de si discordam a “racistas”, preconceituosos de “extrema-direita”.

Recentemente, acusou até Daniel Oliveira, um jornalista de esquerda, de ser uma versão “mais polida” da extrema-direita. Para mim, o seu problema não é ser gaga mas sim ser uma egocêntrica e por isso não é muito diferente das pessoas que diz tanto ser contra. Vive da divisão, enquanto explora por mediatismo as diferenças e ressentimentos dos dois lados.

A verdade, é que a Joacine tem o direito de se vender constantemente como vitima, de acusar quem quiser de extrema-direita, ou de convenientemente confundir o valor histórico de uma pintura dos emissários indianos que saúdam Vasco da Gama, com uma “apologia” à escravatura ou uma qualquer “prova” de “racismo institucional”. O seu assessor tem o direito a usar saia e os seus apoiantes de empossar as bandeiras que bem entenderem.

A verdade, é que a deputada Joacine é o produto de uma comunicação social – em maioria preguiçosa- que anseia por “escândalos” sem substância, como os mexericos das saias ou as intrigas dos lugares apertados. A mensagem que transporta acaba por ser sobreposta pelas jogadas mediáticas.

Nós que assistimos, para além do direito temos o dever de ignorar tudo isso e falar daquilo que realmente importa, porque continuar a alimentar estas discussões fúteis, em torno de “não-questões”, é dar vida a uma corrente politica de egos frágeis e egocentrismos fortes, onde se fala mais dos políticos do que das politicas e dos problemas das pessoas.

Tenho dito.

Gaspar Macedo

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

CALENDÀRIO

Novembro 2019
S T Q Q S S D
« Out    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul