Siga-nos

Artes

A aldeia de Brunheiras e o seu Festival de Teatro

O Festival é promovido pelo Grupo de Teatro Os Gatos Pingados e pela Associação Cultural Desportiva e Recreativa das Brunheiras, com o apoio do Município de Odemira.

Avatar

Publicado

em

A aldeia de Brunheiras, na freguesia de Vila Nova de Milfontes, vai receber durante o mês de maio a 7ª edição do Festival de Teatro.

São sete os grupos de Teatro Amador do concelho de Odemira que aceitaram o desafio de participar no festival.

Vão estar presentes o grupo de Teatro do Mira com a peça “O Perfume da Gardénia” (3 maio), Teatro das Galderices com a peça “Zé Tropa” (4 maio), Teatro Sénior da SRSTeotoniense com a peça “A Galinha, a Burra, a Flor” (10 maio), Teatro Calitros com a peça “Newark” (11 maio), Teatro Acordar com a peça “Dois Séculos de Magia” (17 maio), Campeonatos de Improvisação pelo grupo Teatro Três em Pipa| Pés Descalços (24 maio) e Teatro Rústico com a peça “O Bebé” (31 maio). Os espetáculos têm início marcado para as 21.30 horas, com entradas livres.

No âmbito do festival de Teatro, todas as segundas-feiras do mês de maio haverá Oficinas de Teatro dinamizadas pelo ator e encenador Rui Pisco, sendo dirigidas a adultos (20h30/22h00) e crianças (18h00/19h00).

Esta é uma iniciativa que não só promover o Teatro Amador, mas também o trabalho desenvolvido no território por parte das coletividades locais, que vêm nas artes cénicas uma forma de promover o encontro e o convívio entre gerações e que se complementa ao Festival de Teatro Amador recentemente dinamizado pelo Município de Odemira.

Agenda

 ‘Sons com História’ sucede ao ‘Andanças’

A organização quer criar um Festival de Música que se torne referência nacional e até mesmo internacional, na promoção e divulgação de intérpretes, que sirva de plataforma interdisciplinar de cultura musical

TDS noticias

Publicado

em

O sonho de divulgar e projetar cantores, músicos e performers da região e de todo o país trazendo-os ao interior, onde as populações assumem a cultura enquanto pilar decisivo para o desenvolvimento local. 

Do encontro das almas sonhadoras de Nuno Velez, Ana Paula Russo e do Presidente da Câmara Municipal de Castelo de Vide, António Pita, tomou vida aquela que será́ a primeira edição do Sons com História. 

Queremos criar um Festival de Música que se torne referência nacional e até mesmo internacional, na promoção e divulgação de intérpretes, que sirva de plataforma interdisciplinar de cultura musical e, ainda, na qualificação da oferta cultural do Município. 

A abertura do Festival, dia 27 de junho às 21h30, ficará a cargo das Vozes Alfonsinas com o espetáculo de música medieval e sefardita intitulado “De amores e devoções”, que poderá́ ser desfrutado no auditório da Fundação Nossa Senhora da Esperança, no Convento de São Francisco. 

No dia 28 de junho, também às 21h30, o nosso postal de visita que é o Largo da Fonte da Vila irá ser o palco que receberá o filho da terra professor António Eustáquio com o seu grupo Guitolão World Project acompanhados pela voz da cantora convidada (castelo-vidense) Vera Soldado e focado na música baseada na literatura musical ibérica. 

Os Voice’n’Combo vão trazer-nos ao Cine-teatro Mouzinho da Silveira, no Sábado dia 29 de junho às 21h30, uma viagem pelos standards do jazz vocal e instrumental do séc. XX, evidenciando as diferenças entre as várias épocas. 

Para o último dia desta primeira edição do Sons com História, dia 30 de junho, reservámos para a liturgia de domingo a Grande Missa Cantada, XIII Domingo do Tempo Comum – Ano C, a cargo do Ensamble São Tomás de Aquino na Igreja Matriz de Santa Maria da Devesa às 12h00.

Continuar a ler

Top

TDS Peça Orçamento