Siga-nos

Sociedade

85% dos cancros do pulmão são devidos ao tabaco

Hoje é Dia Mundial do Não Fumador

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Dia Mundial do Não Fumador

“Pulmonar alerta que 85% dos cancros do pulmão são devidos ao tabaco”

Hoje dia 17 de Novembro é assinalado o Dia Mundial do Não Fumador. Esta data representa a promoção da saúde e de um hábito saudável perante o principal causador de doenças com elevada mortalidade, como são o cancro, as doenças cardiovasculares e as respiratórias, entre outras.

No nosso país são atribuídas cerca de 13 mil mortes por ano ao consumo de tabaco e à exposição ao seu fumo, para além de implicar uma menor qualidade de vida e mortalidade prematura a muitos mais milhares.

Mas este dia deve também ser encarado como um desafio à mudança para os fumadores. Um momento de reflexão e motivação para iniciarem a sua preparação para terminarem com esse vício. Uma oportunidade para procurarem ajuda, se necessário, através das consultas de cessação tabágica existentes nos hospitais.

“As pessoas devem ter presente que o consumo de tabaco contribui para 85% dos cancros do pulmão, que é a doença oncológica com maior taxa de mortalidade”, refere a presidente da Pulmonale – Associação Portuguesa de Luta contra o Cancro do Doentes.

“Em Portugal, anualmente são diagnosticados 5200 novos casos e morrem mais de 4600 pessoas”, salienta Isabel Magalhães, “e isto apesar dos enormes avanços que têm sido desenvolvidos nesta área, onde a evolução da ciência permite hoje novas terapêuticas com grandes benefícios em termos de sobrevivência com qualidade de vida”.

E como “o pulmão não dói e alguns dos sintomas são muitas vezes interpretados e associados pelas pessoas a outras doenças, torna o diagnóstico muitas vezes tardio, com consequências no tratamento. Até por este facto, o melhor é mesmo antecipar o problema, ganhando a consciência que devem evitar o consumo de tabaco”, alerta.

Continuar a ler
Publicidade

Sociedade

Já conhece as novas medidas restritivas?

Conheça os concelhos que saiem da lista mais restritiva

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

“Novas medidas restritivas

Agora que o Estado de Emergência foi renovado até 8 de dezembro, com o presidente Marcelo Rebelo de Sousa a referir que esse estado pode ir sendo renovado durante o tempo que for necessário, os portugueses aguardavam, este sábado, dia 21 de novembro, pelas novas medidas restritivas. E já foram divulgadas.

Apesar do primeiro-ministro António Costa ter agradecido aos portugueses o esforço, não quis deixar de dizer que “o número de novos casos continua preocupante”.

Assim, foram divulgadas várias medidas que acabam por não diferir muito daquilo que já aconteceu nestes fins de semana.

Medidas:

  • Uso obrigatório da máscara no local de trabalho, exceto quando os postos de trabalho são isolados ou quando haja separação física entre diferentes postos.
  • Proibição de circulação entre concelhos entre as 23h de 27 de novembro e as 5h de 2 de dezembro; e entre as 23h de 4 de dezembro e as 5h de 9 de dezembro. O objetivo? Evitar a circulação de pessoas durante as pontes criadas por causa dos feriados de 1 e 8 de dezembro.
  • Entre 30 de novembro de 7 de dezembro estão suspensas as atividades letivas em todos os níveis de ensino. Nas mesmas datas há tolerância de ponto e o apelo a entidades privadas para dispensa de trabalhadores.
  • Saem 17 concelhos da lista de risco elevado: Aljustrel, Alvaiázere, Beja, Borba, Caldas da Rainha, Carrazeda de Ansiães, Ferreira do Alentejo, Fornos de Algodres, Golegã, Santa Comba Dão, São Brás de Alportel, Sousel, Tábua, Tavira, Vila Real de Santo António, Vila Velha de Ródão e Vila Flor;
  • Nos concelhos de risco elevado, isto é, onde existem mais de 240 casos por 100.000 habitantes, manter-se-á a proibição de circulação entre as 23h e as 5h.
  • No que toca aos concelhos de “risco muito elevado e extremamente elevado”, será proibida a circulação na via pública e é obrigatório o encerramento de estabelecimentos comerciais entre as 13h e as 5h. Esta medida em específico aplica-se aos sábados, domingos e feriados de 1 e 8 de dezembro. Nas vésperas dos feriados, os estabelecimentos comerciais têm de encerrar a partir das 15 horas.

Continuar a ler

error: Content is protected !!