Em comunicado, a GNR adianta que a operação visou o desmantelamento de uma “rede criminosa internacional que, de forma dissimulada e fraudulenta, se dedicava à introdução de produtos de tabaco em território nacional, que depois distribuía para comercialização ilícita nos distritos de Lisboa e Setúbal”.

No âmbito da ação, foram, segundo a GNR, feitas 29 buscas, das quais nove domiciliárias e outras 20 não domiciliárias, a armazéns e veículos, resultando na apreensão de 339.300 cigarros de várias marcas, 49 quilos de folha de tabaco e 33.865 euros em numerário.