Siga-nos

Economia

Internacionalização da Economia do Alentejo Litoral debatida em Alcácer do Sal

Promovida pela Câmara Municipal de Alcácer Sal em conjunto com o Grupo de Trabalho do Empreendedorismo e Empregabilidade da Plataforma Supraconcelhia do Alentejo Litoral, a iniciativa, intitulada “Internacionalização da Economia do Alentejo Litoral”, arrancou com as boas-vindas pelo vereador Nuno Pestana, seguindo-se um painel de convidados que discutiu os desafios da internacionalização.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Proporcionar um espaço de partilha e de debate em torno do desenvolvimento económico do Alentejo Litoral no quadro da sua internacionalização, seja a partir da capacidade de atração de novo investimento direto estrangeiro, seja a partir do fortalecimento da sua presença em mercados externos ou da procura de novos mercados por parte das atividades económicas já existentes no território foram os principais objetivos da conferência que se realizou hoje (7 de junho 2019), no Auditório Municipal  de Alcácer do Sal.

No período da tarde decorreram três mesas redondas sobre ideias de negócio de pequenos empresários, redes de apoio à internacionalização de pequenas e médias empresas e projetos inovadores.

Vítor Proença, presidente da Câmara Municipal de Alcácer interveio no encerramento da conferência e parabenizou a organização pela mesma, dado “ser uma abordagem que não é vulgar nas plataformas supraconcelhias e esta, em particular, trilhou o caminho da inovação, através do empreendedorismo e da internacionalização da economia”.

Incentivou os empresários de pequenas e médias empresas presentes a continuarem o bom trabalho, num mundo onde a internacionalização dos produtos é bastante desafiante dadas as particularidades de cada mercado de cada país.

Continuar a ler
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
700

Economia

EDP quer antecipar encerramento da Central de Sines para 2021

Dois anos antes do que o governo tinha proposto.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

A Central Termoelétrica de Sines vai fechar mais cedo do que o previsto.

A notícia está a ser adiantada, em primeira mão, pela TVI. O Governo impôs o encerramento em 2023, por razões ambientais, mas a EDP está a preparar o seu encerramento antes, o que pode acontecer dentro de pouco mais de um ano.

Em causa está a falta de rentabilidade da produção a carvão.

O encerramento, a confirmar-se, apanha o Governo desprevenido. O seu encerramento pode por em causa a estabilidade do sistema elétrico no sul do país.

Segundo refere a TVI, “no limite pode haver “apagões” na zona Sul.” Para evitar tal cenário o Governo terá que acelerar a instalação de centrais a energia solar no Alentejo e investir numa nova linha de alta tensão a passar por Ferreira do Alentejo ( importante para servir o Algarve e “recolher” a nova produção do solar).

A central de Sines é responsável direta e indiretamente por cerca de 400 postos de trabalho.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul | redação: info@televisaodosul.pt 266702926 |Comercial: dialogohabil@gmail.com 917278022