Últimas:
400 mil euros vão revitalizar Casebres – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos

Autarquias

400 mil euros vão revitalizar Casebres

Ruas da aldeia vão receber obras

Publicado

em

Casebres, Alcácer do Sal

Ruas da aldeia vão receber obra de remodelação de infraestruturas urbanas

O Município de Alcácer do Sal vai avançar com o projeto de Remodelação de Infraestruturas de Casebres, uma obra que vai compreender a renovação da rede de abastecimento de água e águas residuais e do pavimento de ruas da localidade.

O projeto e a abertura do procedimento por concurso público para realização da obra foram aprovados ontem (24 de março de 2022) em Reunião de Câmara.

A intervenção será levada a cabo de forma faseada, sendo que numa primeira fase vai abranger a Rua da Liberdade, o Largo da Igreja e o Largo 1º de Maio.

A operação compreende tanto as infraestruturas das redes públicas de distribuição de água e esgotos, dotando a aldeia de Casebres de redes separadas de águas residuais domésticas e águas pluviais, como a repavimentação das vias urbanas em betuminoso, valetas moldadas “in situ” e pavê.

A estimativa de projeto do custo da execução desta empreitada cifra-se nos 399.620,00 euros, sendo que a mesma terá um prazo de execução de 270 dias.

Autarquias

Nova ETAR em Cuba.

Foi hoje inaugurada

Publicado

em

águas públicas do alentejo

CONSIGNA CONSTRUÇÃO DA NOVA ETAR de cuba

Vai iniciar-se a construção da nova Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) de Cuba, infraestrutura que irá garantir o adequado tratamento dos efluentes urbanos desta vila.

Decorreu hoje a cerimónia de assinatura da consignação do contrato da empreitada de conceção/ construção da futura ETAR de Cuba entre a AgdA – Águas Públicas do Alentejo, S.A. e o consórcio Espina & Delfin, S.L./ Factor Ambiente – Engenharia do Ambiente, Lda., na presença do Presidente da Câmara Municipal de Cuba.

A nova ETAR está dimensionada para tratar as águas residuais de uma população de cerca de 4 829 habitantes-equivalentes da vila de Cuba.

Esta instalação estará equipada com um sistema de tratamento que inclui tratamento primário e biológico, bem como uma linha dedicada para tratamento complementar para produção de água para reutilização, numa primeira fase para atividades de serviço, com possibilidade de extensão a outros fins.

Esta intervenção representa um investimento de 2,7 milhões de euros e tem um prazo de execução e arranque de 740 dias.

Sobre a AgdA – Águas Públicas do Alentejo

A AgdA – Águas Públicas do Alentejo, S.A é responsável pela exploração e gestão do SPPIAAlentejo – Sistema Público de Parceria Integrado de Águas do Alentejo, criado em 2009 num modelo de gestão então inovador para o setor da água, assentando numa parceria entre o Estado central e as Autarquias locais para a gestão integrada do ciclo urbano da água.

A AgdA foi constituída em 25 de setembro de 2009, tendo por acionistas a AdP – Águas de Portugal, SGPS, S.A. e a AMGAP – Associação de Municípios para a Gestão da Água Pública do Alentejo.

Continuar a ler

Autarquias

Presidência nas freguesias em Santiago do Cacém.

Freguesia de Vale de Água.

Publicado

em

Presidência nas Freguesias

Santiago do Cacém

A iniciativa Presidência nas Freguesias esteve na União de Freguesias de São Domingos e Vale de Água, de 11 a 13 de maio, com a presença do Presidente e dos Vereadores com pelouros da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, e da Presidente da União das Freguesias, Ana Gonçalves, acompanhados pelos técnicos das respetivas áreas, com o objetivo de contactarem e de se inteirarem das preocupações da população.

O Presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha, sublinhou que “é sempre importante estarmos no terreno, para fazer o levantamento das situações e encontrarmos soluções para cada uma das localidades.” O Autarca lamentou que o processo levado a cabo pelo Governo, há alguns anos, tenha conduzido à extinção das duas Juntas de Freguesia, “um erro na nossa opinião e que a população continua a não compreender.”

Da visita, Álvaro Beijinha destaca na educação “os investimentos que a Câmara Municipal tem realizado de forma a manter e a salvaguardar as escolas rurais, quando, infelizmente, os sucessivos Governos têm uma política que vai no sentido de as encerrar.

Consideramos que é extremamente importante para as localidades manter estes equipamentos, e dou um dado em concreto, o Pré-escolar em Vale de Água esteve para encerrar, porque realmente tinha dois alunos, mas nós solicitámos a sua suspensão e, atualmente, é com muita satisfação que vemos 14 alunos nesta escola.” Para Álvaro Beijinha este crescimento está também ligado a dinâmicas de carácter empresarial na área da agricultura e do turismo, “assim como de algumas famílias que procuram esta União das Freguesias para criar os seus filhos com outra qualidade de vida.”

Depois de dois anos de pandemia foi possível visitar a Casa do Povo de São Domingos e o Centro de Dia de Vale de Água, e “sentimos as dificuldades por parte da Casa do Povo, que gere os equipamentos, porque ambas as instituições têm vindo a perder utentes, o que dificulta a gestão. Por isso, esta é uma matéria que merece, por parte da sociedade e do Poder Político, uma reflexão sobre o futuro destes equipamentos.” Os autarcas ficaram também a par do projeto da Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano para a remodelação da extensão de saúde de São Domingos.

Na área do Turismo, a comitiva ficou a conhecer os empreendimentos de turismo no espaço rural, o Estrela do Cerro e o Monte do Salgueirinho, e realizou a, já habitual, visita ao Museu da Farinha e ao turismo rural Casa da Moagem, “onde os empresários sentem já a retoma.”

O programa incluiu a visita à barragem de Fonte Serne, onde houve oportunidade de ver “finalmente a ligação a Alqueva, algo que a Câmara Municipal, em conjunto com a Associação de Regantes e Beneficiários de Campilhas e Alto Sado, há anos haviam colocado à EDIA e às Águas de Santo André. Agora defendemos a ligação a Campilhas, que atualmente tem uma quota de 4% a mais baixa do país, porque a sobrevivência da agricultura de regadio na nossa região depende muito desta ligação, assim como os projetos turísticos que pretendem desenvolver-se nas margens desta barragem,” referiu o Presidente da Câmara Municipal. Da iniciativa fez também parte a visita à exploração agrícola e de secagem de arroz de Joaquim Sobral, ao Monte dos Alhos, ao Monte da Vinha e à Herdade do Cebolal. O Centro de Colheita de Sémen de Suíno de Vale de Água (AIM CIALA) também recebeu a visita da comitiva.

Álvaro Beijinha expressou que para combater o “flagelo da desertificação destas freguesias rurais realizámos muito investimento público, quer seja nos equipamentos desportivos, educativos, no espaço público, quer no apoio ao associativismo, e vamos continuar a fazê-lo.”

No âmbito da política de descentralização, levada a cabo pela Autarquia, o programa incluiu reunião com o movimento associativo, que decorreu no edifício da Sede da Junta de Freguesia, em São Domingos, e a reunião de Câmara, que se realizou nas instalações da Delegação da Junta de Freguesia, em Vale de Água.

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!