Últimas:
2234 contraordenações na Operação da Páscoa – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos

Policias

2234 contraordenações na Operação da Páscoa

Já se registaram 2 mortes no norte do país.

Publicado

em

Operação “Páscoa 2022”

Dados Provisórios

Durante o período de fiscalização e patrulhamento intensivo da Operação “Páscoa 2022”, nos dias 14 e 15 de abril, a Guarda Nacional Republicana (GNR) registou os seguintes dados operacionais, em resultado das ações desencadeadas pelos militares dos Comandos Territoriais e da Unidade Nacional de Trânsito que, diariamente, estão empenhados no patrulhamento intensivo rodoviário e na prestação de auxílio aos condutores, para que estes cheguem aos seus locais de destino, em segurança:

– 9788 condutores fiscalizados, dos quais, 110 conduziam com excesso de álcool e, destes, 66 foram detidos por conduzirem com uma taxa de álcool no sangue igual ou superior a 1,2 g/l. Foram ainda detidas 56 pessoas por conduzirem sem habilitação legal;

– Das 2234 contraordenações rodoviárias detetadas, destacam-se:

  • 1400 por excesso de velocidade;
  • 188 por falta de inspeção periódica obrigatória;
  • 47 por anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização;
  • 70 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;
  • 130 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;
  • 68 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório.

Neste período, a GNR registou 386 acidentes rodoviários, de onde resultaram 2 vítimas mortais e 12 feridos graves.

Relativamente aos acidentes que envolveram vítimas mortais registadas pela GNR, informa-se o seguinte:

– Dia 14 de abril, no concelho de Braga, um despiste de velocípede, que resultou numa vítima mortal, um homem de 57 anos;

– Dia 15 de abril, no concelho de Vila Real, um despiste de motociclo, que resultou numa vítima mortal, um homem de 57 anos;

Crime

Casal detido em campo Maior por furto

Os factos comunicados ao Tribunal Judicial de Elvas.

Publicado

em

Campo Maior

Casal detido em flagrante por furto de metais não preciosos

O Comando Territorial de Portalegre, através do Posto Territorial de Campo Maior, ontem, dia 19 de maio, deteve um homem e uma mulher de 64 e 66 anos, respetivamente, pelo crime de furto de metais não preciosos, em Campo Maior.

Na sequência de uma denúncia que os suspeitos se encontravam introduzidos num centro de armazenamento de resíduos, os militares da Guarda de imediato se deslocaram ao local, onde surpreenderam em flagrante os autores do furto a subtrair diversos materiais ferrosos, nomeadamente um frigorifico, uma caldeira e outros materiais avulsos e em metal, sem qualquer tipo de autorização.

Foi possível apurar-se ainda que os suspeitos entraram no interior do edifício através do corte da vedação, local por onde retiraram os objetos e os carregaram no seu veículo.

O material foi apreendidos e os detidos foram constituídos arguidos.

Os factos comunicados ao Tribunal Judicial de Elvas.

Continuar a ler

Crime

Dois homens detidos em Azinheira de Barros(Grândola) por incêndio florestal.

Homens vão ser presentes a Tribunal

Publicado

em

Grândola, Azinheira de Barros

Dois detidos por incêndio florestal

O Comando Territorial de Setúbal, através do Posto Territorial de Grândola, no dia 17 de maio, deteve dois homens de 68 e 69 anos por incêndio florestal, na localidade de Azinheira de Barros, em Grândola.

Na sequência de um alerta que estaria  a deflagrar um incêndio florestal, os militares da Guarda deslocaram-se ao local e, após diligência policiais, constaram a presença de dois homens, que teriam efetuado uma queimada sem autorização para o efeito.

A referida queimada ficou fora de controlo, provocando um incêndio que consumiu cerca de 5,5 hectares de pasto e vegetação.

Os detidos foram presentes ao Tribunal Judicial de Grândola, para aplicação das medidas de coação.

A GNR relembra que:

·         As queimas e queimadas são das principais causas de incêndios em Portugal;

·         A realização de queimadas, de queima de amontoados e de fogueiras é interdita sempre que se verifique um nível de perigo de incêndio rural «muito elevado» ou «máximo», estando dependente de autorização ou de comunicação prévia noutros períodos;

Para evitar acidentes siga as regras de segurança, esteja sempre acompanhado e leve consigo o telemóvel.

A Guarda Nacional Republicana, através do Serviço da Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), tem como preocupação diária a proteção ambiental e dos animais. Para o efeito, poderá ser utilizada a Linha SOS Ambiente e Território (808 200 520) funcionando em permanência para a denúncia de infrações ou esclarecimento de dúvidas.

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!