Últimas:
1º Grande Prémio de Ciclismo da Costa Alentejana – TDS Radio e Televisão do Sul
Siga-nos
blank

Desportos

1º Grande Prémio de Ciclismo da Costa Alentejana

Prova decorre este fim de semana.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

O 1.º Grande Prémio de Ciclismo da Costa Alentejana, promovido pela Associação de Ciclismo do Distrito de Setúbal em parceria com a ENVOLVSPORT vai ter lugar este fim-de-semana, dias 29 e 30 de maio.

“Prova decorre no próximo fim de semana”

A 1.ª etapa da prova de ciclismo vai realizar-se no sábado com partida em Grândola.

Primeiramente, com uma partida simbólica na Avenida António Inácio da Cruz, junto ao Complexo Desportivo Municipal José Afonso às 15h45, seguindo-se a partida real junto à Câmara Municipal às 15h48, em direção a Melides, onde a Meta Volante ocorrerá junto à Casa do Povo de Melides às 16h10. No decorrer da 1.ª volta a Meta Volante é na passagem pela Meta, junto à Escola Básica D. Jorge de Lencastre em Grândola pelas 16h40, continuando novamente em direção a Melides.

A 1.ª etapa da prova termina junto à Escola Básica D. Jorge de Lencastre às 17h35, dando lugar à Cerimónia Protocolar por volta das 18h00.

Já a 2.ª etapa inicia em Alcácer do Sal, domingo, a partir das 10h05, com passagem pela Água Derramada às 10h45 e pela Aldeia da Justa às 11h05. A Meta Volante está prevista pelas 11h10 junto à Câmara Municipal de Grândola. Seguindo depois para Alcácer do Sal onde terá lugar a Cerimónia de Encerramento.

Os 150 atletas inscritos para o 1.º Grande Prémio de Ciclismo da Costa Alentejana, representam 23 equipas, entre as quais a Cycling Team CR Grandolense, com 11 ciclistas.

A prova conta ainda com os apoios institucionais da Federação Portuguesa de Ciclismo, Câmara Municipal de Grândola, Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Junta de Freguesia de Grândola e Junta de Freguesia de Melides.

Pede-se à população que respeite as regras sanitárias no combate à propagação do Covid-29, nomeadamente, o uso obrigatório de máscara e o distanciamento mínimo de 2 metros entre pessoas.

Continuar a ler
Publicidade

Desportos

Volta ao Alentejo com 6 etapas. Começa em Reguengos e termina em Évora.

Na estrada entre 23 e 27 de junho

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

38ª Volta ao Alentejo em Bicicleta

“Na estrada entre 23 e 27 de junho, com início em Reguengos de Monsaraz e final em Évora”

Participam na prova 19 equipas, 12 portuguesas e 7 estrangeiras, com a “Alentejana” a ter seis etapas, cinco em linha e um contrarrelógio, com um total de 819,4 quilómetros, onde a 4ª etapa com final em Castelo de Vide, com a terrível ascensão ao Alto do Cabeço do Mouro e depois a Senhora da Penha (Castelo de Vide), se destaca como a “etapa rainha”.

Na tarde desse dia 26 de junho, um curto contrarrelógio de 8,4 quilómetros em Castelo de Vide, arrumará as contas finais quanto ao vencedor da volta, uma vez que terá uma subida à Serra da Senhora da Penha e uma vertiginosa descida até à entrada da “Sintra do Alentejo”, a que se segue um empinado empedrado de 1500 metros até à meta.

A Volta ao Alentejo é organizada desde 2010 pela Podium Events, a mesma que coloca na estrada a Volta a Portugal, vai percorrer 32 dos 47 concelhos do Alentejo (Alto, Baixo e Litoral) e teve 36 vencedores em 37 edições, com Carlos Barbero, que venceu as edições de 2014 (Euskadi) e 2017 (Movistar), “furou” a tradição e tornou-se no primeiro corredor a vencer a “Alentejana” por duas vezes.

A “Alentejana” chegou a internacional em 1996, com a presença de Miguel Indurain e manteve tal categoria até 2009, data em que a organização a CIMAC-Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central, “herdeira” da Associação de Municípios do Distrito de Évora (AMDE), decidiu suspender a efetivação da corrida. Foi depois a Podium num protocolo com a CIMAC, que viabilizou o regresso à estrada desde 2010 da Volta ao Alentejo em Bicicleta, mas passando a mesma para a categoria 2.2 da UCI.

Recorde-se que a edição da Volta ao Alentejo em Bicicleta, a 38ª da “Alentejana”, que se deveria realizar entre 18 e 22 de março no ano passado, foi anulada no dia 10 de março por causa devido à propagação do novo coronavírus (Covid-19). A última edição realizada em 2019, teve como vencedor João Rodrigues (W52/ FCPorto).

Joaquim Gomes, diretor da Organização, justificou que “além da componente desportiva, não há outro evento que tenha a capacidade de promover ao nível cultural e turística a região”, acrescentando que depois da parem forçada em 2020, por causa da covi-19 “é mais um desafio para nós a que se junta o calor do mês de junho”, rematou.

Teixeira Correia

Continuar a ler

x
error: O conteúdo está protegido!!