Siga-nos

Crime

Apreensão superior a 12 mil euros em Pegões

Os bivalves tem um valor comercial aproximado de 12 690 euros.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

Foto: GNR

Pegões

“Apreensão de mais de 1,4 toneladas de amêijoa-japonesa

A Unidade de Controlo Costeiro (UCC), através do Subdestacamento de Controlo Costeiro de Setúbal, hoje, dia 17 de setembro, apreendeu 1 410 quilos de amêijoa-japonesa, ruditapes philippinarum, em Pegões, concelho do Montijo.

No decorrer de uma ação de fiscalização que se destinava ao combate à prática da apanha desta espécie, foi identificado um homem de 32 anos, que transportava os bivalves num veículo ligeiro de mercadorias.

Os bivalves não se faziam acompanhar do documento de registo de moluscos e bivalves vivos, documento essencial para determinar a sua proveniência e a sua qualidade em termos higienossanitários.

O não cumprimento desta obrigação, decorrente da aplicação das normas europeias para o manuseamento e armazenamento de moluscos e bivalves vivos, constitui uma contraordenação, punível com coima até 3 740 euros para pessoas singulares e 44 890 euros para pessoas coletivas.

Os bivalves, cujo valor comercial aproximado é de 12 690 euros, após terem sido submetidos a inspeção higienossanitária, foram declarados impróprios para consumo humano e devolvidos ao seu habitat natural.

Crime

PSP faz buscas domiciliárias

Em causa estão crimes contra o património

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

O Comando Distrital de Portalegre da PSP, através da Divisão Policial de Elvas, informa que hoje, procedeu ao cumprimento de Mandados de Busca Domiciliária, em 4 residências localizadas no Centro Histórico de Elvas.

“Crimes contra Património “

O processo em investigação é referente a crimes contra o património e a sua investigação decorre à seis meses.

As diligências realizadas resultaram na detenção de um indivíduo do sexo masculino com 22 anos de idade, na identificação e constituição de arguido de um outro indivíduo do sexo masculino com 17 anos de idade e na identificação de um menor ao abrigo da Lei Tutelar Educativa.

Na presente ação foram empenhadas 4 Equipas de Investigação Criminal e 1 Equipa de Intervenção Rápida da Divisão Policial de Elvas.

Durante as referidas diligências, foi possível recuperar vários diversos objetos, sob os quais existem fundadas suspeitas de terem sido furtados, nomeadamente:

  • 7 telemóveis;
  • 1 televisão;
  • 1 coluna de som;
  • 1 computador portátil;
  • 1 tablet;
  • 2 carteiras.

Foram ainda apreendidos cautelarmente:

  • 1 passa montanhas;
  • 1 par de luvas;
  • 1 arma branca;
  • 7 bastões de equitação, suscetíveis de serem utilizados como arma de agressão.

Sobre este material suspeito, a PSP vai desde já encetar diligências no sentido de proceder à identificação dos lesados para que os bens recuperados lhes sejam restituídos.

Com esta operação policial, a PSP conta igualmente reforçar o sentimento de segurança à população elvense, mantendo a sua atenção e atuação de âmbito preventivo no que se refere à ocorrência de crimes contra o património e contra as pessoas, procedendo à identificação dos autores dos furtos, recuperação do material furtado e posterior restituição dos bens aos seus proprietários.

Todos os indivíduos foram restituídos à liberdade, onde aguardam os trâmites legais do processo.

Continuar a ler

error: Content is protected !!