Siga-nos

Economia

Negócio da venda da Comporta é feito até 15 de Outubro.

O negócio será feito por 158 milhões de euros.

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

A venda dos ativos da Herdade da Comporta – dos quais fazem parte o Fundo da Herdade da Comporta, o Comporta Links e o Comporta Dunes – ao consórcio Vanguard Properties/Amorim Luxury vai ser formalizada até à segunda semana de outubro, garantiu fonte próxima do processo ao “Jornal de Negócios”.

O negócio esteve parado devido à questão das servidões administrativas. Este problema, contudo, está em vias de ser solucionado, na medida em que as Câmaras Municipais de Alcácer do Sal e Grândola irão conceder as respetivas licenças, garante o matutino.

A intervenção das câmaras colocará um ponto final no impasse que se verificava desde junho. O Tribunal Central de Instrução Criminal não se havia pronunciado sobre o registo de servidões.

As duas autarquias aprovaram os planos de pormenor para o Comporta Links e o Comporta Dunes, pelo que têm competências “para substituir o tribunal e definir as servidões”, adiantou a mesma fonte.

Economia

Sindicato acusa empresas de despedimento ilegal de 16 trabalhadores na refinaria de Sines.

100 trabalhadores estiveram reunidos em plenário junto à porta da Petrogal

Rádio e Televisão do Sul | TDS

Publicado

em

O Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Atividades do Ambiente do Sul (SITE-Sul) acusou as empresas Martifer e CMN de querer “despedir de forma ilegal” 16 trabalhadores que prestam serviço na refinaria da Petrogal em Sines.

O contrato de manutenção desta empresa com a Galp envolve 180 trabalhadores, que prestam serviço de manutenção, mecânica, serralharia, instrumentação e eletricidade, com um vínculo precário embora tenham trabalho permanente e crucial nesta refinaria”, explicou Pedro Carvalho.

Segundo o representante dos trabalhadores, que estiveram hoje reunidos em plenário, junto à porta da Petrogal, em Sines,”de tempos a tempos, a empresa decide unilateralmente despedir os trabalhadores e agravar mais a precariedade que já existe na refinaria”.

“Atualmente, são 16 despedimentos de trabalhadores da CMN que cede pessoal à Martifer, mas fala-se em mais despedimentos. Por isso, estamos em luta”, indicou o dirigente, contestando a legalidade destas ações com base no Código do Trabalho.

O plenário, que reuniu cerca de 100 trabalhadores de manutenção na refinaria da Petrogal, apelidados pelos dirigentes como “o coração da refinaria” de Sines, serviu para combater a precariedade e “travar as comunicações do consórcio sobre o fim da relação de trabalho” e a caducidade do contrato.

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OUTRAS NOTÍCIAS

Categorias

Comentários

ARQUIVO

CALENDÀRIO

Dezembro 2019
S T Q Q S S D
« Nov    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Top

Copyright © 2019 TDS - Rádio e Televisão do Sul